Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O. -
Esta página já teve 134.627.701 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.671 acessos diários
home | entre em contato
 

Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O.

Revisão da artroplastia total de joelho em dois tempos: o valor da cultura obtida por biópsia artroscópica

04/02/2007
Acta Ortopédica Brasileira
ISSN 1413-7852 versão impressa

 


Acta ortop. bras. v.14 n.4  São Paulo  2006

ARTIGO DE REVISÃO

 

 

 

 

Marcos de Camargo LeonhardtI; Caio Oliveira D'EliaII; Alexandre Leme Godoy dos SantosII; Ana Lúcia Lei Munhoz de LimaIII; José Ricardo PécoraIV; Gilberto Luis CamanhoV

IMédico Residente do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IOT-HC-FMUSP)
IIMédico Preceptor do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IOT-HC-FMUSP)
IIIChefe do Grupo de Controle de Infecção Hospitalar do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IOT-HC-FMUSP)
IVChefe do Grupo de Joelho do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IOT-HC-FMUSP)
VProfessor Associado da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

OBJETIVO: O tratamento mais utilizado para o tratamento das infecções profundas nas artroplastias totais do joelho tem sido a revisão em dois tempos. Mesmo seguindo os passos preconizados neste tipo de tratamento, ainda existe a dúvida do período certo para realizar o segundo tempo da revisão sem o risco de colocação de um novo implante em uma área ainda infectada. Nosso trabalho tem como objetivo determinar o valor da cultura obtida por biópsia artroscópica, a fim de determinar o momento adequado para a realização do segundo tempo da revisão e também o tempo adequado para manter o espaçador.
MATERIAL E MÉTODOS: Doze pacientes com o diagnóstico de infecção profunda pós-artroplastia total de joelho primária foram submetidos ao protocolo de revisão em dois tempos, e após seis semanas da colocação do espaçador e da antibioticoterapia, o paciente foi submetido à biópsia artroscópica no joelho infectado e através dela foram colhidas amostras para cultura a fim de verificar se o momento era adequado para a realização do segundo tempo da revisão.
RESULTADOS: Os resultados das culturas de todos os pacientes submetidos à biópsia artroscópica foram negativos, sendo todos submetidos ao segundo tempo da revisão. Das culturas colhidas durante o implante da nova prótese, onze confirmaram a inexistência de processo infeccioso ativo no sítio cirúrgico; uma cultura foi positiva, sendo isolado neste paciente Staphyloccocus aureus sensível à oxacilina.
CONCLUSÃO: Apesar do pequeno número de casos, concluímos que a cultura obtida pela biópsia artroscópica tem valor e mostrou que seis semanas é o tempo adequado para manutenção do espaçador.

Descritores: Artroplastia; Joelho; Infecção; Artroscopia; Tratamento

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522006000400010&lng=pt&nrm=&tlng=pt


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos