-
Esta página já teve 135.332.865 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.660 acessos diários
home | entre em contato
 

Pneumologia/Pulmão

Avaliação semiquantitativa da biópsia pulmonar cirúrgica: valor preditivo e impacto na sobrevida de pacientes com infiltrado pulmonar difuso.

30/03/2007

Clinics

 

Resumo

CANZIAN, Mauro, SOEIRO, Alexandre de Matos, TAGA, Marcel Frederico de Lima et al Clinics, fev. 2007, vol.62, no.1, p.23-30. ISSN 1807-5932.

PROPOSIÇÃO: A biópsia pulmonar cirúrgica tem sido estudada em populações distintas, geralmente abordando aspectos histopatológicos puramente diagnósticos em infiltrados pulmonares difusos, além de dados clínicos. Contudo, análises teciduais detalhadas em tais casos têm sido pouco exploradas. O presente estudo foi delineado com o intuito de se investigar a contribuição prognóstica fornecida pela análise histológica detalhada em infiltrados difusos. MÉTODOS: Foram examinados retrospectivamente os prontuários e biópsias pulmonares cirúrgicas de 63 pacientes maiores de 18 anos, com infiltrados difusos, de 1982 a 2003. O parênquima pulmonar foi dividido em 4 compartimentos histológicos: interstício, vias aéreas, vasos e espaços alveolares. Alterações histológicas de cada compartimento histológico foram então avaliadas de acordo com seu caráter evolutivo agudo ou crônico. Um escore semiquantitativo foi aplicado a achados histopatológicos com o intuito de se avaliar a intensidade e a extensão do processo patológico. Aplicamos regressão logística para predizer o risco de morte para alterações histológicas agudas e crônicas e para estimar a razão de probabilidades para cada uma das variáveis independentes do modelo. RESULTADOS: O impacto sobre a sobrevida foi observado para o gênero masculino (p=0.03), para a presença de dano alveolar difuso (p=0.001) e para alterações histológicas crônicas (p=0.0004) em biópsias. Assim, homens apresentariam menor chance (O.R. = 0.18; P=0.03) de morrer do que mulheres. O risco de morte foi 17 vezes maior na presença de alterações histológicas agudas como dano alveolar difuso e 2,5 vezes na presença de alterações histológicas crônicas. CONCLUSÃO: A análise detalhada de espécimes histológicos pode proporcionar maiores e mais valiosas informações de valor prognóstico do que o simples diagnóstico nosológico.

Palavras-chave : Biópsia pulmonar cirúrgica; Infiltrado pulmonar difuso; Escore histopatológico; Dano alveolar difuso; Prognóstico.

        · resumo em inglês     · texto em inglês     · pdf em inglês

 

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1807-59322007000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos