Geriatria/Gerontologia/Idoso - Leia: Queda no idoso
Esta página já teve 133.162.683 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.660 acessos diários
home | entre em contato
 

Geriatria/Gerontologia/Idoso

Leia: Queda no idoso

25/04/2007


As quedas constituem a primeira causa de acidentes em pessoas acima de 60 anos e as mortes devido a quedas ocorrem principalmente nos idosos.

As conseqüências das quedas são muito mais desfavoráveis nos indivíduos mais velhos porque sofrem um trauma psicológico, ficando com medo de cair, além disto tentam justificar as quedas dizendo que escorregou ou tropeçou ocultando muitas vezes a verdadeira razão.

O medo de cair pode levar a imobilidade e com isto piorar a circulação levando a tromboses, dificuldade da respiração levando a pneumonias, e também a osteoporose e a piora do condicionamento físico aumentando a dificuldade para levantar sem auxilio, diminuindo a sua independência.

Em torrno de 5 % das quedas levam a fraturas, e as mulheres fraturam mais que os homens, mas os homens morrem mais das fraturas. Quando não ocorre fratura, a dor e redução dos movimentos, pode causar isolamento pela diminuição da auto-estima, tanto pela queda quanto pelo aumento da dependência.

As pessoas caem por diversas razões que podem ser doenças agudas como isquemia cerebral (derrame) ou doenças cardíacas que diminuem a pressão arterial ou ainda por conseqüências naturais do envelhecimento que podem ser tratadas, tais como:

  • Perda de visão, óculos incorretos
  • Vertigens e desequilíbrio por alterações do labirinto
  • Arritmia cardíaca
  • Osteoporose
  • Alteração da visão em profundidade, espessura e altura devido à catarata
  • Perda da audição
  • Anemias
  • Pés com alteração nas unhas, micoses, joanetes, calos
  • Prostatismo que leva a um esforço para urinar e provoca desmaio
  • Artroses no pescoço que podem causar desequilíbrio
  • Hipotensão postural que é a queda da pressão arterial quando muda de posição com deitado para sentado ou sentado para em pé.
  • Fraqueza por desnutrição
  • Uso de bengalas, andadores e cadeiras de rodas
  • Doenças como Parkinson, Pneumonia, Infecção urinária, Infarto do miocárdio e hemorragias.

Os remédios são causa muito comuns de quedas nas pessoas com mais de 60 anos. Os idosos tendem a apresentar varias doenças crônicas concomitantes e por isto usam várias medicações ao mesmo tempo, que podem aumentar o risco de quedas.

 

Os calmantes como os benzodiazepínicos, os antidepressivos, corticóides, antiinflamatórios não hormonais, vasodilatadores, anti-hipertensivos são freqüentemente associados a quedas no idoso. O uso de bebidas alcoólicas pode aumentar o risco de quedas por facilitar a instabilidade postural.

Os idosos que caem provavelmente o fazem por mais de uma razão e com freqüência é possível tratar estas causas e com isto evitar as quedas, bastando procurar auxilio do seu médico e não usar medicações sem prescrição,melhorar o condicionamento físico e muscular e o estado nutricional.

É importante também para o controle das quedas modificarmos os riscos externos ambientais ou pessoais, isto é, mantendo uma casa segura, usando calçados de salto baixo com solado que não deslizem e sempre presos aos pés (nunca chinelos) e por fim ocupar-se com atividades que estimulem a coordenação tais como dança e artesanato.

A casa Segura:

  • Boa iluminação nas escadas e corredores
  • Retirar tapetes soltos, móveis baixos, e obstáculos do chão
  • Colocar piso antiderrapante, especialmente no banheiro e tapete antiderrapante no box
  • Um banquinho no box ,auxilia ensaboar e enxaguar os pés durante o banho
  • Suportes de parede no box e ao lado do vaso sanitário para auxiliar o equilíbrio
  • Não usar chaves na porta do banheiro, local de acidentes freqüentes
  • Interruptor próximo à porta e em boa altura
  • Boa iluminação no trajeto da cama ao banheiro durante a noite
  • Nightlights - "luzes noturnas" que evitam a desorientação durante a noite
  • Telefones próximos à cama, luzes de cabeceira fixas
  • Remover soleiras altas das portas
  • Não encerar o piso
  • Altura da cama e cadeiras apropriadas para manter os pés no chão quando sentada
  • Manter corrimão nas escadas
  • Colocar utensílios e mantimentos em locais de fácil alcance , não subir em escadas ou banquinhos.

 

http://www.sbgg.org.br/publico/artigos/queda.asp


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos