Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O. - Estudo comparativo dos mecanorreceptores dos discos intervertebrais normais e degenerados da coluna lombar
Esta página já teve 132.556.709 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.698 acessos diários
home | entre em contato
 

Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O.

Estudo comparativo dos mecanorreceptores dos discos intervertebrais normais e degenerados da coluna lombar

16/06/2007

Acta Ortopédica Brasileira

 

Acta ortop. bras. vol.15 no.1  São Paulo  2007

ARTIGO ORIGINAL

 

Estudo comparativo dos mecanorreceptores dos discos intervertebrais normais e degenerados da coluna lombar de humanos pela radiografia, ressonância magnética e estudo anatomopatológico

 

 

Valdeci Manoel de OliveiraI; Eduardo Barros PuertasII; Maria Teresa de Seixas AlvesIII; Hélio Kiitiro YamashitaIV

IProfessor Adjunto da Disciplina de Anatomia da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora - MG e Professor Substituto da Disciplina de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina da UFJF - MG. Mestre, Doutor em Ciências, pelo Departamento de Ortopedia e Traumatologia da UNIFESP-EPM
IIProfessor Associado, Chefe da Disciplina de Traumatologia do Departamento da Ortopedia e Traumatologia da UNIFESP-EPM
IIIProfessora Adjunta, Chefe da Disciplina da Anatomia Patológica Geral, Sistêmica, Forense e Bioética do Departamento de Patologia da UNIFESP-EPM
IVProfessor Adjunto do Departamento de Diagnóstico por Imagem da UNIFESP-EPM

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

Os autores fizeram um estudo da coluna lombar de humanos, objetivando avaliar e determinar os diferentes tipos de fibras nervosas no disco intervertebral normal e no degenerado. Foram usadas dez colunas lombares de cadáveres com aproximadamente 48 a 72 horas de óbito. As peças foram submetidas a exames de radiografia simples e ressonância magnética. Após os exames, os discos foram classificados em normais e degenerados. Em seguida, foram dissecados, divididos em regiões anterior e posterior, incluídos em parafina e realizado estudo de imuno-histoquímica com a proteína S100. Com o auxílio de um programa de computador Image-Pro Plus (media cybernetics®), as fibras nervosas tiveram seu diâmetro medidos em micrômetros e classificadas em quatro tipos de fibras. Foram encontrados quatro tipos de fibras nervosas nas diferentes regiões discais. O número e o tipo de fibras variaram de acordo com a região e grau de degeneração do disco intervertebral. Concluíram que as fibras do tipo III são mais freqüentes na região anterior; as fibras dos tipos II e IV são mais freqüentes na região posterior, e as fibras do tipo I não apresentaram diferenças entre a região anterior e a posterior; além disso, o disco degenerado tem mais fibras nervosas que o disco normal.

Descritores: Mecanorreceptores; Coluna vertebral; Estudo comparativo; Espectroscopia de ressonância magnética.

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522007000100007&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

 

 

 

IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos