Oftalmologia/Olhos -
Esta página já teve 132.485.222 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.704 acessos diários
home | entre em contato
 

Oftalmologia/Olhos

A catarata em criança

12/07/2007
 

A catarata é uma das principais causas de cegueira no mundo. É uma patologia ocular caracterizada pela opacificação do cristalino, lente natural que se encontra dentro do olho, causando diminuição ou até perda total da visão. As causas da catarata são muitas, variando desde aquelas relacionadas ao envelhecimento, ao uso de medicamentos, traumatismos, até causas desconhecidas. A catarata pode afetar pessoas de qualquer idade, inclusive os fetos, o que caracteriza a catarata congênita.

A catarata em crianças é considerada um capítulo especial dentro da oftalmologia, devido à repercussão que ela pode acarretar para o futuro visual e, consequentemente, geral do infante. Isso se torna ainda mais importante se considerarmos que ela pode afetar os dois olhos.

A catarata, como já citado, já pode estar presente ao nascimento (catarata congênita), devido a algum problema no desenvolvimento do cristalino durante a vida intra-uterina, muitas vezes devido às infecções da mãe e transmitidas ao feto, como na rubéola e na sífilis. Algumas doenças sistêmicas (congênitas ou não), também podem causar catarata nas crianças, bem como alguns medicamentos e traumatismos oculares. Também certas afecções oculares podem apresentar, além de outras alterações , a catarata.

A primeira avaliação para a detecção de uma catarata é feita pelo pediatra logo após o nascimento. Como a criança não tem condições de dizer que está enxergando mal, apartir daí algumas observações feitas pelos pais poderão ser importantes na suspeita de uma catarata, à saber: pupila (menina do olho) esbranquiçada, estrabismo (olho torto), sensação de que a criança não está enxergando bem e nistagmo (olhos que tremem). Um sinal importante e muitas vezes a razão que faz com que os pais levem a criança ao oftalmologista é a observação de que nas fotografias um dos olhos da criança tem o tradicional reflexo vermelho do flash e o outro não. Isto faz suspeitar que o olho sem reflexo possa ter algum problema, como a catarata.

Qualquer dos sinais acima devem fazer com que os responsáveis levem a criança imediatamente ao especialista.

O aspecto mais importante relacionado à catarata na criança refere-se ao tratamento, que deve ser instituído imediatamente, independente da idade da mesma, pois quanto mais precoce, melhores os resultados. Como a visão se desenvolve até os 6-7 anos de idade, esforços devem ser feitos para que até esta idade o problema seja totalmente resolvido.

O tratamento da catarata infantil , assim como nos adultos, é cirúrgico. O cristalino doente é retirado para que a luz possa penetrar no olho, estimulando o processo visual. Quanto à colocação ou não da lente intra-ocular há ainda muitas controvérsias, não havendo claras vantagens entre uma ou outra opção. Atualmente a escolha depende de cada especialista, de acordo com sua experiência e opção pessoal. Caso não se coloque a lente a criança deve fazer uso de óculos logo após a cirurgia.

Porém o problema não acaba somente com a cirurgia, pois apenas retirar a catarata não garante que este olho irá desenvolver-se adequadamente. Apartir da cirurgia é extremamente importante que a criança receba um perfeito estímulo visual através do uso de lentes externas (óculos ou lentes de contato) e de oclusores, quando necessários. Este seguimento deve ser feito com muita freqüência, para que se qualquer problema ou anormalidade ocorrer, o médico possa detectá-lo e resolvê-lo. Como o período de desenvolvimento da visão se completa por volta dos 7 anos de idade, um acompanhamento intenso deve ser feito até esta idade. Apartir daí os intervalos das consultas poderão ser maiores.

A catarata infantil felizmente não é uma patologia freqüente. Porém, devido a sua gravidade e potencial implicação no futuro da criança, quando ocorre deve ser encarada de maneira séria, tanto pelo médico com o pelos pais, , pois qualquer deficiência visual repercutirá negativamente no seu desenvolvimento, bem como na sua condição psico-sócio-econômica da idade adulta.

 

http://www.comnet.com.br/~roeber/catarcria.htm

 

 

 

IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos