Brócolis e couve-flor reduzem risco de câncer de próstata agressivo

Publicado no Journal of the National Cancer Institute, estudo prospectivo sobre o risco de câncer de próstata e o consumo de frutas e vegetais mostra que o consumo regular de brócolis e couve-flor pode estar associado a uma redução do risco de câncer de próstata agressivo, particularmente de doença extra-prostática.

A pesquisa avaliou a associação entre o câncer de próstata e o consumo de frutas e vegetais em 1338 pacientes com câncer de próstata. A seleção desses pacientes foi feita entre 29361 homens em uma triagem clínica randomizada para câncer de próstata, pulmão, câncer colorretal e câncer de ovário. Os participantes responderam questionários sobre hábitos alimentares e fatores de risco gerais para câncer de próstata.

O consumo de frutas e vegetais não foi relacionado ao risco geral de desenvolver câncer de próstata, entretanto o risco para tumores de próstata em estágio III ou IV diminuiu com o aumento da ingestão de vegetais, principalmente brócolis e couve-flor. Uma porção semanal de couve-flor foi associada a uma queda de 52% no risco de desenvolver a forma agressiva da doença. A mesma quantidade de brócolis levou a uma queda de 45% nesse risco.

Foram encontradas algumas evidências de que o risco de câncer de próstata agressivo diminui também com o aumento do consumo de espinafre, mas estes achados não são estatisticamente significativos.

O presente estudo apresentou algumas limitações: indivíduos que ingerem frutas e vegetais em maior quantidade geralmente são os mesmos que têm o hábito de praticar atividade física regular, não fumar, possuindo estilo de vida mais saudável do que aqueles que ingerem menos frutas e vegetais. Estas associações podem confundir a interpretação dos resultados da pesquisa.


Fonte: Journal of the National Cancer Institute