-
Esta página já teve 132.445.289 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.705 acessos diários
home | entre em contato
 

Gastroenterologia/Proctologia/Fígado

Terapia de indução para pacientes com colite ulcerativa ativa.

17/09/2007

O ácido 5-aminosalicílico (mesalazina) é considerado a terapia de primeira linha para o tratamento da colite ulcerativa leve-moderada, do cólon esquerdo, ou extensa. Com modernas formulações de liberação retardada, doses convencionais são muito bem toleradas, e existem evidências crescentes de que elevando-se a dose, acima 4g/dia, observam-se taxas de resposta superiores e alívio mais rápido de sintomas em pacientes com colite ulcerativa. Existe evidência de que a combinação de formulações orais e retais (enema) do ácido 5-aminosalicílico resulta em taxas de remissão mais rápidas e efetivas. Apesar de ensaios clínicos em colite ulcerativa utilizarem freqüentemente diferentes desfechos, tornando difícil a realização de comparações entre eles, no momento existe  forte evidência sugerindo ser apropriado iniciar o tratamento, em pacientes com colite ulcerativa leve ou moderadamente ativa, com doses de ácido 5-aminosalicílico de ao menos 4g/dia. Para aqueles com a doença extensa, a adição de ácido 5-aminosalicílico retal aumenta as taxas de remissão; provavelmente este tratamento também se aplica para a doença limitada a um segmento intestinal, mas há falta de evidências mais fortes. Ácido 5-aminosalicílico na apresentação retal pode ser, por si só, suficiente para pacientes com proctite ativa. Pacientes com colite ulcerativa leve-moderada que não atingem melhora dentro de 2 semanas com altas doses de ácido 5-amino salicílico devem ser tratados com esteróides orais.

 

Fonte:

 

http://www.dii.com.br/medico/montatela.asp?t=biblioteca&menu=14&ex=1&submenu=1

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos