-
Esta página já teve 132.519.259 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.701 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Insônia: prevalência e fatores de risco relacionados em população de idosos acompanhados em ambulatório

27/03/2008
Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia
ISSN 1809-9823 versão impressa

 


Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. v.10 n.2 Rio de Janeiro  2007

 
INSÔNIA: PREVALÊNCIA E FATORES DE RISCO RELACIONADOS EM POPULAÇÃO DE IDOSOS ACOMPANHADOS EM AMBULATÓRIO
INSOMNIA: PREVALENCE AND RELATED RISK FACTORS IN ELDERLY OUTPATIENTS

 

Renata Maria Brito de Sáa
Luciana Branco da Mottab
Francisco José de Oliveirac

 

Resumo
Insônia é um problema comum em todos os estágios da vida, mas é particularmente comum após os 65 anos de idade. É definida como uma dificuldade para iniciar o sono ou para se manter dormindo. Os distúrbios do sono nos idosos são comuns e multifatoriais. Vários fatores, incluindo idade avançada, influências psicossociais, doenças clínicas e psiquiátricas e uso de medicações podem estar associados com insônia. Apesar disso, os fatores de risco envolvidos no desenvolvimento de insônia não têm sido completamente identificados. A privação do sono interfere de maneira negativa na qualidade de vida. O objetivo deste trabalho é verificar a prevalência de insônia e de fatores de risco relacionados a esta queixa nos idosos acolhidos no ambulatório de geriatria do NAI (Núcleo de Atenção ao Idoso) da UERJ, em 2005, com 60 anos ou mais, de ambos os sexos. A busca ativa de insônia e sua correta avaliação são passos fundamentais na avaliação geriátrica.
Palavras-chave: distúrbios do início e da manutenção do sono; idoso; transtornos do sono; prevalência; qualidade de vida; fatores de risco; avaliação geriátrica

Abstract
Insomnia is a problem in all stages of life but is particularly common after age 65. It is defined as the inability to initiate or maintain sleep. Sleep disorders in the elderly are common and multifactorial. Several factors, including advanced age, psychosocial influences, clinical and psychiatric illnesses and the use of medications can be associates with insomnia. However, the risk factors involved in the insomnia development have not been completely identified. The privation of sleep may impair the quality of life and daytime functioning. The objective of this work is verify the prevalence of insomnia and risk factors to this complaint in geriatric outpatients of NAI (Núcleo de Atenção ao Idoso- Elderly Care Center)- UERJ, in 2005, aged 60 years or more, of both sexes. A complete assessment of insomnia and its correct evaluation are basic steps in the geriatric evaluation.
Key words: sleep initiation and maintenance disorders; aged; sleep disorders; prevalence; quality of life; risk factors; geriatric assessment

 

http://www.unati.uerj.br/tse/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232007000200007&lng=pt&nrm=iso

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos