-
Esta página já teve 132.446.105 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.705 acessos diários
home | entre em contato
 

Notícias da Dra. Shirley

Ministério distribui 300 mil kits sobre a dengue para médicos em todo o país

15/04/2008
 

ENSP, dia 09/04/2008

O Ministério da Saúde, em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), começou a distribuir, em janeiro deste ano, 300 mil kits com informações sobre a dengue para os médicos de todo o país. O material foi elaborado para aprimorar o atendimento ao paciente com a doença, desde a atenção básica até os procedimentos de alta e média complexidade. O objetivo é fazer a detecção oportuna de casos e o manejo adequado da doença evitando os óbitos.

O kit traz um folder, um CR-ROM e um livreto. No folder, o médico encontrará questões para testar seus conhecimentos sobre a dengue. A proposta é que esse profissional se interesse por identificar o que ele sabe ou desconhece a respeito da doença. Ao final do teste, haverá um convite para que o médico explore os outros materiais do kit.

No livreto, há informações sobre a epidemiologia da dengue, ou seja, o comportamento dessa enfermidade no Brasil. Além disso, os mitos e erros mais comuns sobre a doença, orientações de como deve ser o manejo do paciente, e um texto sobre a organização de serviços de saúde especialmente em períodos de epidemia.

Já no CD-ROM, além de todas essas informações, o médico terá à disposição fotos de pacientes com dengue, imagens que mostram a evolução da dengue no organismo e principais sintomas, vídeos com relatos de profissionais, estudo de casos e vários artigos científicos sobre a doença. Também terá à sua disposição o método adequado para realizar a "prova do laço", teste efetuado no paciente que identifica se há alteração na permeabilidade vascular, detectando precocemente as manifestações hemorrágicas.

Todo o material foi produzido para envolver esse profissional na melhoria da atenção à pessoa com dengue, de forma a fazê-lo refletir sobre esse grave problema de saúde pública e, dessa forma, aprimorar a detecção e tratamento do paciente.

Aumentar a prevenção e reduzir morte: uma preocupação das autoridades

Em recente declaração, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou que "o número de óbitos por dengue é injustificável" e enfatizou a necessidade de "zerar" esse problema. Para tanto, Temporão afirmou ser a estratégia da parceria com o Conselho Federal de Medicina inovadora e necessária para diminuir os óbitos com a dengue.

Os números da doença no Brasil justificam a preocupação do ministro. Neste ano, 536 mil pessoas foram contaminadas pela doença, entre janeiro e novembro, das quais 136 perderam a vida. Foram notificados quase 200 mil casos de dengue a mais no ano de 2007 do que no mesmo período de 2006.

Para antecipar e reforçar as ações de prevenção da dengue, o Ministério da Saúde lançou, no dia 26 de outubro, em Belo Horizonte (MG), uma campanha sobre a doença. Essa iniciativa é realizada anualmente nos dias que antecedem o período de chuvas, quando o risco da doença é maior.

O tema deste ano é 'Combater a dengue é um dever meu, seu e de todos. A dengue pode matar'. A ação tem o objetivo de estimular a população a eliminar os locais de água parada, onde o mosquito transmissor se multiplica. Na mesma ocasião, o ministério lançou um hotsite específico sobre a dengue. Por meio do endereço www.combatadengue.com.br, a população tem acesso a todas as informações necessárias sobre as formas de prevenção, combate e sintomas da doença, além de dados sobre a incidência da doença em seu estado.

Mais informações

Atendimento ao cidadão
0800 61 1997 ou               (61) 3315-2425       
Atendimento à Imprensa
              (61) 3315-3580        ou 3315-2351

Data da primeira publicação: (08/01/2008)


Fonte: Ministério da Saúde

 

http://www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/noticia/index.php?id=7986

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos