Geriatria/Gerontologia/Idoso - Capacidade funcional e fatores associados em idosos do Sul do Brasil
Esta página já teve 133.162.620 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.660 acessos diários
home | entre em contato
 

Geriatria/Gerontologia/Idoso

Capacidade funcional e fatores associados em idosos do Sul do Brasil

21/06/2008

Cadernos de Saúde Pública

 

Cad. Saúde Pública vol.24 no.2 Rio de Janeiro Feb. 2008

doi: 10.1590/S0102-311X2008000200020 

ARTIGO ARTICLE

 

Capacidade funcional e fatores associados em idosos do Sul do Brasil: um estudo de base populacional

 

Functional status and associated factors among the elderly in a southern Brazilian city: a population-based study

 

 

Mariarosa Mendes FiedlerI; Karen Glazer PeresII

IUniversidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Brasil
IIPrograma de Pós-Graduação em Saúde Pública, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil

Correspondência

 

 


RESUMO

Estimar a prevalência de capacidade funcional inadequada e fatores associados na população idosa de Joaçaba, Santa Catarina, Brasil, entre 2003 e 2004. Realizou-se um inquérito populacional domiciliar (n = 345). Foram considerados com capacidade funcional inadequada indivíduos com dificuldade na realização de seis atividades, ou inabilidade para realizar três da escala proposta por Rikli & Jones. Foi aplicado um questionário contendo questões sobre variáveis sócio-econômicas, demográficas, tipo de moradia e percepção da própria situação econômica. Realizou-se a distribuição de freqüência simples das variáveis de interesse, teste de associação do qui-quadrado e análise de regressão logística múltipla não condicional. A taxa de resposta foi de 92,7%, prevalência de capacidade funcional inadequada de 37,1% (IC95%: 32,0-42,2). A idade média foi de 69,5 anos. Após ajustamento para fatores de confusão, permaneceram associadas à capacidade funcional inadequada ter 70 anos ou mais, ser do sexo feminino e apresentar autopercepção negativa de sua situação econômica. Muitos dos idosos de Joaçaba apresentam capacidade funcional inadequada, levando à dependência. Programas de saúde que retardem o aparecimento de incapacidades, bem como a realização de atividades sociais poderiam contribuir para um envelhecimento saudável.

Envelhecimento; Idoso Débil; Saúde do Idoso


ABSTRACT

The goal of this study was to estimate the prevalence of low functional capacity and associated factors in Joaçaba, Santa Catarina State, Brazil, in 2003-2004, using a household survey (n = 345). Subjects who demonstrated difficulty in performing 6 or more activities or inability to conduct 3 of the activities according to the scale proposed by Rikli & Jones were defined as having low functional capacity. A questionnaire covering socioeconomic, demographic, housing, and self-perceived socioeconomic variables was applied. The study included distribution of the target variables' simple frequency, chi-square association tests, and multiple logistic regression analysis. The response rate was 92.7%, with a low functional prevalence of 37.1% (95%CI: 32.0-42.2). Mean age was 69.5 years. After adjusting for confounding variables, the factors associated with low functional capacity were: age > 70 years, female gender, and negative self-perceived socioeconomic status. A high percentage of elderly citizens in Joaçaba show low functional capacity, leading to dependency. Health programs that delay the onset of such disabilities could contribute to healthier aging.

Aging; Frail Elderly; Health of the Elderly

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2008000200020

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos