-
Esta página já teve 132.536.961 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.699 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Epidemiologia da insônia em uma população urbana adulta

26/06/2008

 

Oliveira, A; Lima M; ,Spader, M

Universidade Federal de Pelotas, Departamento de Medicina Social
Av. Dq. de Caxias, 250, 3º piso. CEP 96030-000, Pelotas, RS. Fone: (53) 271-2442. Fax: (53) 271-2645. 

Endereço para correspondência

OBJETIVOS: Determinar a prevalência da insônia e seus fatores associados na população adulta.
MÉTODO: Os dados deste artigo foram obtidos em um estudo transversal (n=3.934) conduzido em 1999/2000, em Pelotas, uma cidade no sul do Brasil. A insônia foi definida como a queixa de dificuldade para dormir no último mês que causou incômodo ou desconforto. As informações foram coletadas por entrevistadoras treinadas utilizando-se um questionário estruturado e pré-codificado. As variáveis pesquisadas foram: sexo, idade, escolaridade, renda familiar, estado civil., cor da pele, eventos psicossociais (morte na família, separação conjugal, acidentes, perda de emprego, roubo), consumo de bebida alcoólica, fumo e exercício físico.
RESULTADOS: A prevalência de insônia foi de 25,2%. Tal condição era crônica (> 1 ano) para a maioria dos entrevistados (61,6%). A prevalência foi maior no sexo feminino, em pessoas mais velhas, divorciadas e com baixa renda. A maioria dos eventos psicossociais esteve associada com insônia.
CONCLUSÕES: Os achados deste estudo mostram que a insônia é uma queixa comum na população geral. Devido ao risco de cronicidade, sugere-se maior atenção às causas subjacentes e o emprego de medidas farmacológicas e alternativas às medicamentosas.

Endereço para correspondência
Oliveira, A
E-mail: agoliveira@psiquiatria.epm.br

 

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-44462002000600008&script=sci_arttext

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos