-
Esta página já teve 132.525.249 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.702 acessos diários
home | entre em contato
 

Fertilização in vitro/Infertilidade/Reprodução

A análise seminal deve ser requisitada para homens com histórico de fertilidade prévia?

14/07/2008

 

 

Rev. Bras. Ginecol. Obstet. v.28 n.11 Rio de Janeiro nov. 2006

doi: 10.1590/S0100-72032006001100004 

ARTIGOS ORIGINAIS

 

A análise seminal deve ser requisitada para homens com histórico de fertilidade prévia?

 

Should semen analysis be requested for men with a history of previous fertility?

 

 

Eleonora Bedin PasqualottoI; Ramon Venzon FerreiraII; Gabriela Poglia FonsecaII; Bibiana Eliza ZagoII; Cláudio Garbin JúniorII; Fábio Firmbach PasqualottoIII

IProfessora Titular de Ginecologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Caxias do Sul - UCS - Caxias do Sul (RS); Diretora Geral do Centro de Reprodução Humana - Caxias do Sul (RS) - Brasil
IIAcadêmicos de Medicina da Universidade de Caxias do Sul - UCS - Caxias do Sul (RS) - Brasil
IIIProfessor Titular de Anatomia e Embriologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Caxias do Sul - UCS - Caxias do Sul (RS); Diretor do Centro de Reprodução Humana - Caxias do Sul (RS) - Brasil

Correspondência

 

 


RESUMO

OBJETIVOS: determinar se a história prévia de fertilidade pode predizer o atual status de fertilidade de um paciente masculino examinado por infertilidade do casal.
MÉTODOS: estudo retrospectivo envolvendo análises seminais de 183 pacientes consecutivos subférteis avaliados entre setembro de 2002 e março de 2004. Foram excluídos do estudo os pacientes que haviam se submetido a radioterapia, quimioterapia, orquiectomia ou vasectomia. Os valores médios de todas as análises foram usados em pacientes com múltiplas análises de sêmen. Pacientes com concentração espermática superior a 20x106 espermatozóides/mL, motilidade superior a 50% e espermatozóides com morfologia estrita superior a 14% foram considerados normais. Os pacientes foram divididos em dois grupos, segundo o status de fertilidade: infertilidade primária (118 pacientes) e infertilidade secundária (65 pacientes). Os dados foram analisados pelos testes estatísticos
c2 e teste t de Student.
RESULTADOS: não houve diferença na idade média entre os pacientes com infertilidade primária, 37,3±6,3, e infertilidade secundária, 38,1±5,9; p=0,08. No grupo de pacientes com infertilidade primária, 51,9% (61 pacientes) tiveram uma concentração espermática normal, 70,3% (83 pacientes) tiveram a motilidade espermática normal e 26,37% (31 pacientes), por sua vez, morfologia normal. No grupo de pacientes com infertilidade secundária, 53,8% (35 pacientes) tiveram concentração espermática normal, 75,4% (49 pacientes) tiveram motilidade espermática normal e 32,3% (21 pacientes), morfologia normal. Nenhuma diferença significativa foi detectada na concentração espermática (21,3x106/mL versus 23,1x106/mL; p=0,07), motilidade (45,2 versus 48,1%; p=0,08) e morfologia (6,1 versus 6,4%; p=0,09) entre os grupos de pacientes com infertilidade primária e secundária.
CONCLUSÕES: a análise seminal deve ser solicitada mesmo em casos de fertilidade masculina prévia. Os médicos não devem presumir que um paciente possui uma análise seminal normal, baseados no fato de este possuir história de estabelecimento de uma gravidez no passado.

Palavras-chave: Infertilidade masculina; Semen/análise; Fertilidade; Contagem de espermatozóides


ABSTRACT

PURPOSE: to determine if the previous fertility history can predict current fertility status of a patient examined for couples infertility.
METHODS: retrospective study involving semen analyses from 183 consecutive subfertile patients evaluated from September 2002 to March 2004. We excluded those patients who had undergone radio or chemotherapy, orchiectomy or vasectomy. Mean values of all analyses were used for patients with multiple semen analysis. Patients with more than 20x106 sperm/mL, motility higher than 50% and with normal strict sperm morphology higher than 14% were considered normal. Patients were divided into two groups, according to the fertility status: primary infertility (118 patients) and secondary infertility (65 patients). Data were analyzed according to the
c2 test and the Student t-test.
RESULTS: no differences were detected in the mean age between patients with primary infertility, 37.3±6.3, and secondary infertility, 38.1±5.9; p=0.08. In the group of patients with primary infertility, 51.9% (61 patients) had a normal sperm concentration, 70.3% (83 patients) had normal sperm motility and 26.3% (31 patients) had normal sperm morphology. In the group of patients with secondary infertility, 53.8% (35 patients) had normal sperm concentration, 75.4% (49 patients) had normal sperm motility and 32.3% (21 patients) had normal sperm morphology. No significant differences were detected in sperm concentration (21.3x106/mL versus 23.1x106/mL; p=0.07), motility (45.2 versus 48.1%; p=0.08) and morphology (6.1 versus 6.4%; p=0.09) between groups of patients with primary and secondary infertility.
CONCLUSIONS: semen analysis should be requested even in cases of prior male fertility. Physicians should not presume a patient to have a normal semen analysis based on his previous history of initiating a pregnancy.

Keywords: Infertility, male; Semen/analysis; Fertility; Sperm count

 

 

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032006001100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos