-
Esta página já teve 133.045.162 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.670 acessos diários
home | entre em contato
 

Obesidade:Adulto/Infantil/Bariátrica

Aumento do índice de massa corpórea está associado a aumento do risco de dez tipos de câncer

17/07/2008

 

 

 

 

 

Pesquisadores ligados à Universidade de Oxford publicaram, recentemente, no British Medical Journal, um estudo em que examinaram a relação entre o índice de massa corpórea (kg/m²) e a incidência de e a mortalidade por câncer.

 

Foi realizado um estudo de coorte prospectivo em que 1,2 milhão de pacientes do Reino Unido foram recrutadas para o “Million Women Study”, com idade entre 50 e 64 anos durante o período de 1996 a 2001, e foram acompanhadas clinicamente, em média, por 5,4 anos para a incidência de câncer, e por sete anos para mortalidade por câncer. As principais medidas evolutivas foram os riscos relativos da incidência e da mortalidade para todos os cânceres, e para 17 tipos específicos de câncer, de acordo com o índice de massa corpórea, ajustados para idade, região geográfica, situação sócio-econômica, idade ao primeiro parto, paridade, hábito tabágico, ingesta alcoólica, atividade física, anos desde a menopausa e uso de terapia de reposição hormonal.

 

No período de acompanhamento, houve 45.037 casos incidentes de câncer e 17.203 óbitos relacionados a cânceres. O aumento do índice de massa corpórea associou-se à incidência aumentada de câncer endometrial (tendência de risco relativo por 10 unidades = 2,89; IC95% = 2,62 – 3,18), adenocarcinoma esofágico (RR = 2,38; IC95% = 1,59 – 3,56), câncer renal (RR = 1,53; IC95% = 1,27 – 1,84), leucemia (RR = 1,50; IC95% - 1,23 – 1,83), mieloma múltiplo (RR = 1,31; IC95% = 1,04 – 1,65), câncer de pâncreas (RR = 1,24; IC95% = 1,03 – 1,48), linfoma não-Hodgkin (RR = 1,17; IC95% = 1,03 – 1,34), câncer de ovário (RR = 1,14; IC95% = 1,03 – 1,27) e todos os cânceres combinados (RR = 1,12; IC95% = 1,09 – 1,14), câncer de mama em pacientes pós-menopausa (RR = 1,40; IC95% = 1,31 – 1,49) e câncer colo-retal em pacientes pré-menopausa (RR = 1,61; IC95% = 1,05 – 2,48). Em geral, a relação entre o índice de massa corpórea e a mortalidade foi semelhante à observada em relação à incidência. Para câncer colo-retal, melanoma maligno, câncer de mama e câncer endometrial, o efeito do índice de massa corpórea sobre o risco diferiu significativamente de acordo com a situação menopausal.

 

Portanto, os pesquisadores concluíram que o aumento do índice de massa corpórea associa-se a aumento significativo do risco de câncer em dez dos 17 tipos avaliados. Entre pacientes pós-menopausa no Reino Unido, 5% de todos os cânceres (quase 6000 casos anuais) é atribuível ao sobrepeso ou à obesidade. Em relação ao câncer endometrial e adenocarcinoma esofágico, o índice de massa corpórea representa o principal fator de risco modificável; aproximadamente metade destes casos em pacientes pós-menopausa é atribuível ao sobrepeso ou à obesidade.



Uma resenha de Câncer incidence and mortality in relation to body mass index in the Million Women Study: cohort study - BMJ, doi:10.1136/bmj.39367.495995.AE (published 6 November 2007).

 

 

http://www.medicalservices.com.br/naologadas/noticias_cientificas/exibe.php?topo=http://www.medicalservices.com.br/naologadas/noticias_cientificas/tp_frm/onc.htm&arquivo=http://www.endoclub.com.br/materias/3201-3300/3242.html

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos