-
Esta página já teve 132.459.786 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.708 acessos diários
home | entre em contato
 

Gravidez/Parto/Obstetrícia

Psoríase pustulosa da gestação (impetigo herpetiforme): relato de dois casos e revisão da literatura

27/07/2008

Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

 

Rev. Bras. Ginecol. Obstet. v.26 n.2 Rio de Janeiro mar. 2004

doi: 10.1590/S0100-72032004000200011 

RELATO DE CASO

 

Psoríase pustulosa da gestação (impetigo herpetiforme): relato de dois casos e revisão da literatura

 

Pustular psoriasis of pregnancy (impetigo herpetiformis): a report of two cases and review of the literature

 

 

Luna Azulay-Abulafia; Arles Brotas; Antônio Braga; Andréia Cunha Volta; Alexandre Carlos Gripp

Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

Psoríase pustulosa da gravidez é dermatose pustular rara com erupções que se desenvolvem como pústulas estéreis agrupadas na periferia de placas eritematosas da pele. Os sintomas sistêmicos incluem febre alta, astenia, diarréia, delírio, desidratação, tetania e convulsões. O tratamento com corticosteróide sistêmico, antibiótico, reposição de fluidos e eletrólitos é imperativo. Neste relato, são apresentadas duas primigrávidas com 23 e 28 anos que apresentam psoríase pustulosa da gravidez na 24ª e 28ª semana da gestação. Elas foram tratadas e, na primeira paciente, um feto feminino saudável de 2.500 gramas nasceu de parto vaginal, após indução do trabalho de parto na 35ª semana de gestação; na segunda paciente, na 37ª semana de gestação, após se notarem sangramento vaginal moderado e ausência da percepção dos movimentos fetais por 12 horas, um natimorto do sexo feminino, 2.700 gramas, nasceu por indução do parto com prostaglandina.

Palavras-chave: Complicações da gravidez. Psoríase pustulosa da gravidez. Impetigo herpetiforme. Óbito fetal.


ABSTRACT

Pustular psoriasis of pregnancy is a rare pustular dermatosis with eruptions that develop in groups of sterile pustules at the periphery of erythematous patches of the skin. Systemic symptoms include high fever, malaise, diarrhea, delirium, dehydration, tetany, and convulsions. Therapy with systemic corticosteroids, antibiotics, replacement of fluid and electrolytes is mandatory. In this report, we present the cases of two primigravidas, 23 and 28 years old, who presented pustular psoriasis of pregnancy at the 24th and 28th week of gestation. They were treated and, in the first case, a healthy 2,500-g female fetus was born vaginally, after labor induction with oxytocin at the 35th week of gestation; in the second patient, at the 37th week of gestation, after a moderate vaginal bleeding and no perception of fetal movements for 12 hours, a stillborn 2,700-g female was born after labor induction with prostaglandin.

Keywords: Pustular psoriasis of pregnancy. Impetigo herpetiformis. Pregnancy: complications. Fetal death.

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032004000200011&lng=pt&nrm=&tlng=pt

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos