Ginecologia/Mulher -
Esta página já teve 132.444.996 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.705 acessos diários
home | entre em contato
 

Ginecologia/Mulher

Terapia de reposição hormonal e o câncer do endométrio

08/08/2008

Cadernos de Saúde Pública

 

Cad. Saúde Pública v.23 n.11 Rio de Janeiro nov. 2007

doi: 10.1590/S0102-311X2007001100009 

ARTIGO ARTICLE

 

Terapia de reposição hormonal e o câncer do endométrio

 

Hormone replacement therapy and endometrial cancer

 

 

Naidilton Lantyer Cordeiro de Araújo JúniorI; Daniel Abensur AthanazioI, II

IEscola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, Brasil
IICentro de Pesquisa Gonçalo Moniz, Fundação Oswaldo Cruz, Salvador, Brasil

Correspondência

 

 


RESUMO

A reposição hormonal para alívio dos sintomas menopausais é amplamente utilizada em todo o mundo. A evolução do conhecimento sobre os riscos deste tratamento sempre foi mais lenta do que sua aplicação na prática clínica. Na década de 70, um aumento de incidência de câncer do endométrio ocorreu nos países desenvolvidos sendo que a terapia de estrógenos exógenos na menopausa foi o principal fator relacionado. Nas décadas de 80 e 90, a combinação entre estrógenos e progestínicos passou a ser largamente utilizada com base na premissa de que apresentava efeitos benéficos sobre os sistemas cardiovascular e osteoarticular, sem aumento no risco de câncer uterino. Entretanto, relatos recentes novamente questionam a segurança da reposição hormonal e, desta vez, apontam para o risco maior de câncer total e doença cardiovascular nos esquemas combinados. Concluímos neste trabalho que os riscos recentemente relacionados à terapia combinada têm grande potencial de impacto na Saúde Pública, e este esquema não é indicado para proteção do risco de carcinoma endometrial uma vez que seus riscos superam os benefícios.

Terapia de Reposição Hormonal; Neoplasias do Endométrio; Saúde da Mulher


ABSTRACT

Hormone replacement therapy (HRT) has been used worldwide to relieve menopausal symptoms. The evolution in clinical knowledge of its risks has lagged persistently behind its application in clinical practice. In the 1970s, endometrial cancer incidence increased in developed countries, and exogenous estrogen therapy in postmenopausal women was the most important factor. In the 1980s and 90s, combined estrogen-progesterone therapy was prescribed on a large scale, based on its potential beneficial effects on the musculoskeletal and cardiovascular systems without increasing the risk of endometrial carcinoma. However, once again, recent reports argue against the safety of HRT, and the most important issues are now the increased risk of cardiovascular disease and total cancer in combined formulations. We conclude that the recently reported risks on combined HRT may have a significant public health impact, and that this treatment regimen should not be prescribed to protect postmenopausal women from endometrial carcinoma, since the risks outweigh the benefits.

Hormone Replacement Therapy; Endometrial Neoplasms; Women's Health

 

http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007001100009&lng=pt

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos