-
Esta página já teve 132.474.665 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.706 acessos diários
home | entre em contato
 

Gravidez/Parto/Obstetrícia

A etiopatogênese do processo de Restrição de Crescimento Intra-Uterino: um estudo bibliográfico

10/08/2008

Artigo de Revisão

 
Salge AKM, Oliveira FA, Barbosa HAM, Morais DLB, Vieira AVC, Aguiar AKA, Silva SCP, Santos A, Xavier RM, Corrêa RRM, Silva RRC, Guimarães JV. A etiopatogênese do processo de Restrição de Crescimento Intra-Uterino: um estudo bibliográfico. Revista Eletrônica de Enfermagem [Internet]. 2008;10(1):212-219. Available from: http://www.fen.ufg.br/revista/v10/n1/v10n1a19.htm
 

A etiopatogênese do processo de Restrição de Crescimento Intra-Uterino: um estudo bibliográfico

 

The etiopathogenesis of the Intra-Uterine Growth Restriction process: a bibliographical study

 

La etiopatogénesis del proceso de Restricción de Crecimiento Intrauterino: un estudio bibliográfico

 

 

Ana Karina Marques SalgeI, Fernanda Alves de OliveiraII, Hélina Augusta Marques BarbosaIII, Daiane Lima Bandeira de MoraisIV, Aline Vaz da Costa VieiraV, Anne Kelly Araújo AguiarVI, Seyssa Cristina Pereira e SilvaVII, Ardála SantosVIII, Raphaela Maioni XavierIX, Rosana Rosa Miranda CorrêaX, Renata Rossi Calciolari e SilvaXI, Janaína Valadares GuimarãesXII

IEnfermeira. Doutora em Ciências da Saúde. Professora Adjunto da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. anakarina@fen.ufg.br.

IIAcadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. ferdsz@hotmail.com.

IIIAcadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. helinabarbosa@gmail.com.

IVAcadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. daiaband@hotmail.com.

VAcadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. alinecostavieira@yahoo.com.br.

VIAcadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. annekaa@gmail.com.

VIIAcadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. seyssacristina@hotmail.com.

VIIIAcadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. ardalasantos@hotmail.com.

IXAcadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. raphinha_x@hotmail.com.

XEnfermeira. Doutora em Ciências da Saúde. Professora Adjunto da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. rosanasor@hotmail.com.

XIFisioterapeuta. Doutoranda em Ciências da Saúde da Universidade Federal de Goiás. renatarossi@terra.com.br.

XIIEnfermeira. Doutora em Ciências da Saúde. Professora Adjunto da Disciplina de Patologia Geral do Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública da Universidade de Goiás. janaina@iptsp.ufg.br.

 

 


RESUMO

Revisão bibliográfica, realizada junto aos bancos de dados MEDLINE, SciELO,  ScienceDirect e LILACS, com o objetivo de identificar a produção científica na área de saúde sobre os principais fatores envolvidos na etiopatogênese do processo de Restrição de Crescimento Intra-Uterino (RCIU), entre os anos de 1990 e 2008. A RCIU constitui a segunda causa de mortalidade perinatal. O recém-nascido com RCIU possui um aumento de duas a dez vezes nas porcentagens habituais de mortalidade perinatal e apresenta complicações associadas à prematuridade. A morbidade está diretamente relacionada às alterações metabólicas e imunológicas, desacelerações cardíacas, acidose fetal, baixo Índice de Apgar, hipóxia, hipoglicemia, hipotermia, asfixia, coagulação intravascular disseminada, hemorragia intracraniana e aspiração meconial. A identificação das principais alterações maternas, fetais e neonatais envolvidas no processo de RCIU é de fundamental importância para o planejamento de ações de prevenção e melhora da qualidade da assistência de enfermagem prestada às gestantes no pré-natal, pré-parto, parto e puerpério, bem como ao recém-nascido com RCIU durante o período neonatal.

Palavras chave: Enfermagem pediátrica; Gestação; Prematuridade; Retardo do crescimento fetal.


ABSTRACT

Bibliographical review, carried through MEDLINE, SciELO,  ScienceDirect and LILACS databases, with the objective of identify the scientific production in the health area about the involved factors in the etiopathogenesis of the Intra-Uterine Growth Restriction (IUGR), between 1990 and 2008. IUGR constitutes the second cause of perinatal mortality. The newborn with IUGR possess an increase of two to ten times more than the habitual percentages of perinatal mortality and presents complications associated to prematurity. The morbidity is directly related to metabolic and immunological alterations, cardiac decelerations, fetal acidosis, low Index of Apgar, hypoxia, hypoglycemia, hypothermia, asphyxia, disseminated intravascular coagulation, intracranial hemorrhage and meconial aspiration. The identification of the main maternal, fetal and neonatal alterations, involved in the RCIU process is of critical importance for the development of actions for prevent and improve the quality of the nursery assistance given to the pregnant women in prenatal, pre partum, birth and post partum periods, as well as for the newborn with RCIU during the neonatal period.

Key words: Pediatric nursing; Gestation; Prematurity; Fetal growth retardation.


RESUMEN

Revisión bibliográfica, realizada usando las bases de datos MEDLINE, SciELO,  ScienceDirect y LILACS, con el objetivo de identificar la producción científica en el área de la salud sobre los principales factores envueltos en la etiopatogénesis del proceso de Restricción de Crecimiento Intrauterino (RCIU), entre 1990 y 2008. La RCIU constituye la segunda causa de mortalidad peri natal. Un neonato con RCIU posee un porcentaje de dos a diez veces mas elevados que los habituales de mortalidad peri natal y presenta complicaciones asociadas a prematuridad. La morbilidad está directamente relacionada a las alteraciones metabólicas e inmunológicas, desaceleraciones cardíacas, acidosis fetal, Índice de Apgar bajo, hipoxia, hipoglucemia, hipotermia, asfixia, coagulación intravascular diseminada, hemorragia intracraneana y aspiración meconial. La identificación de las principales alteraciones maternas, fetales y neonatales envueltas en el proceso de RCIU es de fundamental importancia para el planeamiento de acciones de prevención y mejora de la calidad de asistencia de enfermería prestada a las gestantes en el periodo prenatal, preparto, parto e puerperio, así como para el recién nacido con RCIU durante el período neonatal. 

Palabras clave: Enfermería pediátrica; Gestación; Prematuridad; Retardo del crescimiento fetal.

 

http://www.fen.ufg.br/revista/v10/n1/v10n1a19.htm

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos