-
Esta página já teve 133.070.276 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.665 acessos diários
home | entre em contato
 

Pediatria/Criança

Associação entre violência doméstica na gestação e peso ao nascer ou prematuridade

16/08/2008

Jornal de Pediatria

 

Resumo

AUDI, Celene Aparecida Ferrari, CORREA, Ana M. Segall, LATORRE, Maria do Rosário Dias de Oliveira et al. Associação entre violência doméstica na gestação e peso ao nascer ou prematuridade. J. Pediatr. (Rio J.), jan./fev. 2008, vol.84, no.1, p.60-67. ISSN 0021-7557.

OBJETIVO: Avaliar se a violência doméstica na gestação está associada a desfechos desfavoráveis na saúde do lactente, medidos pelo baixo peso ao nascer ou prematuridade. MÉTODO: Estudo de coorte prospectiva, realizado com gestantes que fizeram pré-natal em 10 Unidades Básicas de Saúde do município de Campinas (SP), durante os anos de 2004 a 2006. Foi utilizado questionário estruturado e validado no Brasil. As gestantes tiveram, no mínimo, duas e, no máximo, três entrevistas realizadas durante pré e pós-natal. Foi utilizada análise descritiva dos dados. O teste t de Student foi utilizado para comparar as médias do peso ao nascer e da idade gestacional entre os grupos de gestantes que sofreram, durante a atual gestação, violência doméstica e aqueles que não sofreram. A análise de regressão logística foi utilizada para verificar os fatores associados ao baixo peso ou prematuridade. RESULTADOS: Foram acompanhadas durante o período de pré-natal e pós-natal (n = 1.229) 89,1% das gestantes; 10,9% representam as perdas de acompanhamento, basicamente por mudança de endereço. O peso médio ao nascer foi de 3.233 g; idade gestacional foi em média 38,56 semanas. Apresentaram baixo peso ao nascer ou prematuridade 13,8% dos recém-nascidos. Condições de risco para baixo peso ao nascer ou prematuridade foram: gestante ter tido recém-nascido prematuro em outra gestação (p < 0,005), ser tabagista (p < 0,001), ter tido parto por cesárea (p < 0,001), ser baixa a escolaridade do parceiro (p < 0,008). CONCLUSÃO: Neste estudo, não foi observada associação estatisticamente significativa entre violência doméstica perpetrada pelo parceiro e baixo peso ao nascer ou prematuridade.

Palavras-chave : Estudos de coorte; recém-nascido de baixo peso; recém-nascido prematuro; violência doméstica e gravidez.

        · resumo em inglês     · texto em português | inglês     · pdf em português | inglês

 

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0021-75572008000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos