- A qualidade do ovo
Esta página já teve 134.630.941 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.671 acessos diários
home | entre em contato
 

Nutrologia/Alimentos/Nutrição

A qualidade do ovo

15/09/2008


 

Para impedir a entrada no ovo de bactérias bem como a perda excessiva de água, a par da embalagem, a natureza dotou-se de uma película, capaz de lhe vedar os poros. Mas, de novo, convém lembrar que essa proteção a mais não dispensa a adoção de cuidados no seu manuseio. Nos aviários, uma vez recolhidos, os ovos não podem ser lavados, porque se lhes remove a película natural de cobertura e proteção da casca.

Com o produto em casa, o consumidor pode complementar os cuidados, começando por armazená-lo na geladeira, mantendo-o na faixa de 0.ºC a 4.ºC. A ponta mais fina deve ficar voltada para baixo, para que a câmara-de-ar no interior do ovo se mantenha no seu lugar e a gema no centro.

Quanto à conservação dos seus componentes em separado, a clara pode ser guardada em embalagem com vácuo, na geladeira, até dez dias. Já a gema não dura mais do que três dias, mesmo assim só quando é imersa em água, leite ou óleo.

Ainda em relação à conservação do produto, como regra geral, recomenda-se de que tanto as claras como as gemas e os ovos inteiros, uma vez congelados, devem ser utilizados logo após o descongelamento. Mais uma regra básica no congelamento: não congelar de novo.

 

 

 

Fonte:

 

 

 

http://www.anapo.pt/_pages/_infos/qualidade.asp

 

 

 

 

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos