Ginecologia/Mulher -
Esta página já teve 132.444.988 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.705 acessos diários
home | entre em contato
 

Ginecologia/Mulher

Estudo Morfométrico do Epitélio e do Estroma Mamário sob Tratamento com Anticoncepcional Hormonal Combinado Oral

24/10/2008

Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

 

Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.23 no.8 Rio de Janeiro Sept. 2001

doi: 10.1590/S0100-72032001000800013 

Resumo de Tese

Estudo Morfométrico do Epitélio e do Estroma Mamário sob Tratamento com Anticoncepcional Hormonal Combinado Oral

Autora: Nara Fabrícia de Mattia
Orientador: Prof. Dr. Afonso Celso Pinto Nazário

Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Federal de São Paulo ¾ Escola Paulista de Medicina, em 2 de maio de 2001.

Foram estudadas 20 pacientes com fibroadenoma diagnosticado clinicamente e por punção aspirativa com agulha fina. As que desejavam usar anticoncepcional hormonal combinado oral (10 pacientes), o fizeram por quatro ciclos consecutivos, com um agente composto de lenorgestrel (0,15) e etinilestradiol (0,03 mg). Propôs-se comparar a morfometria do epitélio e do estroma da mama normal das usuárias de anticoncepcional (estudo ou A) e das não-usuárias (controle ou B), na fase lútea. Retirou-se o fibroadenoma (que demonstrou ser benigno) e efetuou-se biópsia a 1 cm da lesão para retirada de fragmento de mama normal dos dois grupos. O tecido foi fixado em formol a 10 %, cortado, colocado em lâminas, corado pela HE e avaliado pelo sistema de análise digital de imagem, que emprega um microscópico ótico acoplado a uma videocâmera colorida que transmite a imagem a um microcomputador dotado de placa digitalizadora, com aumento de 400 vezes. Avaliou-se o volume neclear do epitélio dos ductos terminais e do estroma, bem como o índice mitótico. No tocante ao volume nuclear do epitélio dos ductos terminais, a média do grupo de estudo (A) foi 142,6 mm3 (desvio padrão de 30,9 mm3) e, no controle (B), foi 130,9 mm3 (desvio padrão de 46,8 mm3. Não demonstrou diferença significativa (p = 0,52). No estroma a média do volume nuclear do grupo (A) foi 26,1 mm3 (desvio padrão de 8,3) e, no controle (B), foi 21,5 mm3 (desvio padrão de 13,1). Não houve diferença significativa entre os grupos (p = 0,37). A média do índice mitótico de epitélio dos ductos terminais do grupo estudo foi 19,5% (desvio padrão de 20) e, no controle, 17,2% (desvio padrão 18); também não houve diferença significativa (p = 0,14). Assim, concluí-se não haver diferença significante na morfometria do epitélio e do estroma entre mama normal de não-usuárias na fase lútea e de usuárias de quatro ciclos de anticoncepcional hormonal oral composto de levonorgestrel (0,15 mg) e etinilestradiol (0,03 mg).

Palavras-chave: Mama normal. Epitélio mamário.

 
 
 
Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia

 

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032001000800013

 

 

 



IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos