- Saiba como agir quando acontecer um acidente ocular
Esta página já teve 133.047.057 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.670 acessos diários
home | entre em contato
 

Primeiros socorros/Emergência

Saiba como agir quando acontecer um acidente ocular

07/12/2008

Saiba como agir quando acontecer um acidente ocular


 

Importante meio de comunicação com o ambiente, os olhos merecem atenção especial quando o assunto é saúde

A saúde dos olhos merece atenção especial. A visão é um dos mais importantes meios de comunicação com o ambiente. Cerca de 80% das informações que recebemos são obtidas por intermédio dela. O cuidado com os olhos vai desde a visita periódica ao oftalmologista para medição da acuidade visual e detecção de alterações até a proteção contra os raios ultravioletas, que inclui o uso de óculos escuros quando há exposição excessiva ao sol.

Às vezes no trabalho ou mesmo num momento de lazer pode acontecer um acidente ocular, como queimadura por produtos químicos, trauma ou perfurações ou ainda a entrada de um corpo estranho. Nesse caso, os olhos devem receber cuidados especiais até o momento do atendimento médico. Saiba como fazer os primeiros socorros para cada caso de acidente com os olhos:
 
Corpo estranho: entende-se por corpo estranho como pequenas partículas de madeira, areia, poeira, vidro, ou mesmo inseto, formiga, mosca que podem penetrar tanto nos olhos como no nariz e no ouvido. No caso dos olhos os sintomas são bem característicos: sensação de areia, dor que se manifesta mais intensamente ao piscar e lagrimejamento. Nunca tente remover o corpo estranho sozinho, principalmente se ele estiver posicionado na córnea, evitando assim maiores complicações. Cubra o olho afetado com um pano limpo e procure um médico oftalmologista para que ele possa removê-lo. É essencial que o paciente seja observado pelo oftalmologista até completa cicatrização da lesão para excluir a possibilidade de uma infecção. Como complicações pode-se citar: úlcera de córnea e opacificações corneanas (que podem levar a diminuição da acuidade visual).

Queimadura química: é considerada uma verdadeira emergência. Ocorre geralmente em laboratórios ou instalações industriais, e até mesmo em casa. Nesse caso, lave o olho lesado com água corrente ou soro fisiológico abundante por um período aproximado de 20 minutos. Após a medida inicial procure imediatamente um oftalmologista. Se possível, leve o nome ou o rótulo do produto à consulta para identificação do tipo de agente químico. Como complicações pode-se citar: olho seco, úlcera de córnea e, em casos mais extremos, perfuração corneana.


Faísca de solda: é a forma mais comum de radiação que causa lesão. Os sintomas manifestam-se em torno de 6 a 12 horas após a exposição, com dor intensa vermelhidão, lacrimejamento e sensibilidade à luz. O mais importante desta lesão é que ela pode ser evitada pelo simples uso de óculos de proteção. Após os primeiros sintomas procure um oftalmologista. Normalmente, a medicação e a oclusão por 24 e 48 horas diminuem a dor e auxiliam na cicratização e prevenção de infecções. Até que possa ser devidamente medicado, mantenha os olhos fechados para alívio dos sintomas. Geralmente, essas queimaduras têm boa resposta ao tratamento adequado evoluindo para cura sem nenhuma seqüela.

Trauma (batida) com ou sem perfuração (corte): apesar dos olhos serem protegidos pelas pálpebras e pelos reflexos de piscar e de afastar a cabeça à aproximação de qualquer objeto, os ferimentos oculares representam um número significativo entre os casos de atendimento de emergência no serviço de oftalmologia. A ocorrência de lesões do globo ocular são normalmente relacionadas a acidentes de trabalho ou domésticos, este último acometendo mais freqüentemente as crianças. Destacam-se ainda, perfurações provocadas por fogos de artifício. A maioria dos acidentes envolvendo crianças acontece dentro ou nas proximidades de casa ou escola, com objetos como tesoura, faca, vidro, arames, etc.
Evite mexer no globo ocular se suspeitar que ele foi perfurado. O pronto atendimento oftalmológico no caso de trauma ocular é geralmente é fator determinante da recuperação visual.

Lentes de contato: todo usuário de lente de contato deve ficar atento diante de qualquer sintoma estranho à sua rotina. Ao sentir dor ou observar que seu olho está vermelho, lacrimejando ou sensível à luz, perceber baixa acuidade visual e secreção suspenda o uso das lentes e procure seu médico para uma avaliação.

*Colaboração do médico oftalmologista Dr. Ernani Luiz Garcia – CRM 461



Fonte: Biblioteca virtual em saúde do Ministério da Saúde, Iaserj..  Autor: Thaís Vieira .

Fonte.
 
 
 
 
 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos