-
Esta página já teve 133.104.478 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.663 acessos diários
home | entre em contato
 

Obesidade:Adulto/Infantil/Bariátrica

Obesidade em Idosos: Prevalência, Distribuição e Associação Com Hábitos e Co-Morbidades

18/12/2008

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

 

Arq Bras Endocrinol Metab vol.45 no.5 São Paulo Oct. 2001

doi: 10.1590/S0004-27302001000500014 

perspectivas


Obesidade em Idosos: Prevalência, Distribuição e Associação Com Hábitos e Co-Morbidades

Marcos A.S. Cabrera
Wilson Jacob Filho

Departamento de Clínica Médica, Centro de
Ciências de Saúde, Universidade Estadual de
Londrina, PR (MASC) e Disciplina de
Geriatria, Faculdade de Medicina da
Universudade de São Paulo, SP (WJF).

Recebido em 11/09/00
Revisado em 05/01/01
Aceito em 10/02/01

RESUMO

Objetivos: Identificar a prevalência de obesidade global e central através do índice de massa corpórea (IMC) e razão cintura-quadril (RCQ), e suas associações como o diabetes melito (DM), a hipertensão arterial (HA), a hipercolesterolemia, os baixos níveis de lipoproteína colesterol de alta densidade (HDL-c), a hipertrigliceridemia, nível social, a atividade física e o tabagismo em população de idosos atendida em ambulatórios. Metodologia: Foram avaliados 847 idosos ambulatoriais com 60 anos ou mais, através de um estudo transversal. Resultados: A obesidade definida pelo IMC>= 30kg/m2 foi identificada em 9,3% dos homens e 23,8% das mulheres (p< 0,001), sendo menor entre os idosos com 80 anos ou mais, em ambos os sexos (p< 0,05). Em homens obesos, identificou-se uma maior freqüência de DM, HDL-c baixo e hipertrigliceridemia, quando comparados aos homens com IMC< 30kg/m2. As mulheres obesas apresentavam uma freqüência maior apenas de HA. Os pacientes com RCQ³ percentil 75 (RCQ> 1,01 para homens e RCQ> 0,96 para mulheres) apresentavam maiores freqüências de HA, DM, HDL-c baixo e hipertrigliceridemia no sexo masculino e HA e DM no sexo feminino. Conclusões: Os resultados revelam diferenças em relação ao sexo, com os homens apresentando menor prevalência de obesidade e maiores associações entre IMC ou RCQ com os fatores de riscos relacionados à gordura corpórea. Os dados obtidos por este estudo contribuem para ampliação do referencial antropométrico dos idosos, além de identificarem as correlações entre os indicadores antropométricos e as alterações metabólicas associadas à obesidade. (Arq Bras Endocrinol Metab 2001;45/5:494-501)

Unitermos: Obesidade; Idoso; Envelhecimento; Índice de massa corpórea; Antropometria.

ABSTRACT

Objective: The goal was to define the prevalence of global and central obesity through the body mass index (BMI) and the waist-to-hip ratio (WHR). Besides, the associations between BMI and WHR were evaluated as the risk factors related to the excess of body fat and to the central pattern of distribution of fat, such as diabetes mellitus (DM), hypertension, hypercholesterolaemia, low levels of high density lipoprotein cholesterol (HDL-c), hypertriglyceridaemia, smoking, practice of physical activities, and social level. Methodology: Through a cross-sectional study, 847 outpatients 60 years old or more were evaluated. Results: Obesity was detected in 9.3% of the men and 23.8% of the women (p< 0.001), being lower among those of 80 years old or more (p< 0.05). In fat men, a higher frequency of DM, low HDL-c, and hypertriglyceridaemia were identified when compared to men with BMI< 30kg/m2. Fat women presented higher frequencies of hypertension only. Patients with WHR>= percentile 75 (WHR> 1.01 for men and WHR> 0.96 for women) presented higher frequencies of hypertension, DM, low HDL-c, and hypertriglyceridaemia in the male and hypertension and DM in the female. Conclusions: The results reveal differences in relation to sex, with men presenting lower prevalence of obesity and higher associations between BMI or WHR, with risk factors related to the body fat. The data obtained contribute to the amplification of the anthropometric reference of the elderly, besides identifying the characteristics of the correlations between the anthropometric indicators and the metabolic alterations associated with obesity. (Arq Bras Endocrinol Metab 2001;45/5:494-501)

Keywords: Obesity; Elderly; Aging; Body mass index; Anthropometry.

 

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0004-27302001000500014&script=sci_arttext&tlng=en

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos