Infecto-contagiosas/Epidemias -
Esta página já teve 133.121.036 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.661 acessos diários
home | entre em contato
 

Infecto-contagiosas/Epidemias

Aspectos epidemiológicos e clínicos dos acidentes ofídicos ocorridos

27/02/2009

Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

 

Rev. Soc. Bras. Med. Trop. vol.32 n.6 Uberaba Nov./Dec. 1999

doi: 10.1590/S0037-86821999000600005 

ARTIGO

Aspectos epidemiológicos e clínicos dos acidentes ofídicos ocorridos nos municípios do Estado do Amazonas

Epidemiological and clinical aspects of snake accidentes in the municipalities of the State of Amazonas, Brazil

Célio Campos Borges1, Megumi Sadahiro2 e Maria Cristina dos Santos3*

Resumo No Amazonas, o acidente ofídico é um problema de saúde pública pouco conhecido. Por este motivo, foi realizado um estudo descritivo dos acidentes ofídicos atendidos nas Unidades de Saúde de 34 municípios, um distrito e dois pelotões de fronteira do Estado do Amazonas. As características mais comuns encontradas dentre os pacientes foram: agricultor (50,4%), do sexo masculino (81,3%), em idade produtiva (72,1%), picado no membro inferior (88,5%), por jararaca (48,6%) ou surucucu (46,8%), na zona rural de seu município (70,2%) e que só recebeu atendimento médico em tempo superior a seis horas, após acidente (57,3%). As manifestações locais mais freqüentes foram: edema (76,9%), dor (68,7%), eritema (10,2%) e hemorragia (9,3%). Hemorragia (18,8%) foi a manifestação sistêmica mais freqüente. O antiveneno foi administrado em apenas 65,9% dos pacientes. A via mais utilizada foi a endovenosa (52,3%), sendo relevante o uso de vias não mais recomendadas (47,7%). O antiveneno administrado, na maioria dos pacientes, foi o antibotrópico (66,7%). As complicações mais freqüentes foram abcesso (13,7%), necrose (12,3%), infecção secundária (8,3%), insuficiência renal (2,5%) e gangrena (2,5%). Os procedimentos médicos mais usados para o tratamento das complicações foram: drenagem (52,6%), debridamento (28,9%), amputação (10,5%), limpeza cirúrgica (5,3%) e diálise peritoneal (2,6%). A letalidade foi de 1%.
Palavras-chaves: Acidente ofídico. Epidemiologia. Clínica. Amazonas.

Abstract In the State of Amazonas, accidents with snakes are a public health problem. For this reasons, the objective of this work was to carry out a descriptive study of the snake accidents attended in the health units of 34 municipalities, one district and two border platoons in the State of Amazonas. The characteristics most commonly observed among those involved in snake accidents were: farmers (50.4%), male (81.3%), belonging to the working age-group (72.1%), bitten on an upper limb (88.5%) by a "jararaca" (48.6%) or a "surucucu" (46.8%) in the rural part of the municipality (70.2%). The local signs and symptoms most frequently observed in those who received medical care more than 6 hours after the accident (57.3%) were edema (76.9%), pain (68.7%), erithema (10.2%) and hemorrhage (9.3%). The systemic manifestation most frequently observed was hemorrhage (18.8%). Serotherapy was administered in only 65.9% of patients, the intravenous route being the route most commonly used to administer the antivenin (52.3%), while other non- recommended routes were widely used. In the majority of patients the antivenin given was antibotropic. The most frequent complications were: abscess 13.7%, necrosis 12.3%, secondary infection 8.3%, renal insufficiency 2.5% and gangrene 2.5%. The medical procedures most used in the treatment of these complications were drainage 52.6%, debridement 28.9%, amputation 10.5%, surgical cleaning 5.3% and peritoneal dialysis 2.6%. The fatality rate was 1%.
Key-words: Snake bites. State of Amazonas. Epidemiology.

http://biblioteca.universia.net/html_bura/ficha/params/id/278889.html

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0037-86821999000600005

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos