-
Esta página já teve 133.091.141 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.665 acessos diários
home | entre em contato
 

Teen/Hebeatria/Adolescência/Jovem

Tentativas de suicídio em jovens: aspectos epidemiológicos dos casos atendidos no setor de urgências psiquiátricas de um hospital geral universitário

05/03/2009

Estudos de Psicologia (Campinas)

 

Resumo

FICHER, Ana Maria Fortaleza Teixeira e VANSAN, Gerson Antonio. Tentativas de suicídio em jovens: aspectos epidemiológicos dos casos atendidos no setor de urgências psiquiátricas de um hospital geral universitário entre 1988 e 2004. Estud. psicol. (Campinas) [online]. 2008, vol. 25, no. 3, pp. 361-374. ISSN 0103-166X.

Este estudo teve por objetivo analisar, comparativamente, a distribuição temporal de todos os casos de pacientes adolescentes, com idade entre 10 e 24 anos, atendidos no setor de urgências psiquiátricas de um grande hospital geral universitário, após tentativas de suicídio e uso/abuso de substâncias psicoativas, durante o período de 1988 a 2004. Estudou-se, especificamente, os casos de tentativas de suicídio, considerando sua distribuição quanto à idade, sexo e método utilizado. A partir de um estudo de casos, apontam-se dados sobre os motivos desencadeantes das tentativas e sobre as histórias de vida desses pacientes, possivelmente relacionados à ocorrência desse comportamento. Os dados foram obtidos por meio de um levantamento retrospectivo de todos os casos de pacientes adolescentes atendidos no setor de urgências psiquiátricas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo, no período de 1988 a 2004, após tentativas de suicídio e uso/abuso de substâncias psicoativas, e de dez histórias clínicas obtidas por meio de entrevistas realizadas com pacientes adolescentes, selecionados ao acaso, atendidos no setor por tentativas de suicídio. Os resultados mostraram uma forte correlação positiva entre os números de casos anualmente atendidos por tentativas de suicídio e os devidos ao uso/abuso de substâncias psicoativas, tanto para os adolescentes do sexo masculino (r=0,70, p=0,0037), quanto para os do sexo feminino (r=0,81, p=0,0002). As tentativas de suicídio foram significativamente mais freqüentes no sexo feminino, e o método mais utilizado para esse comportamento foi o envenenamento, preferencialmente com medicamentos. As histórias clínicas mostraram que a maioria desses adolescentes era proveniente de lares desestruturados (broken-homes), predominantemente por separação dos pais, e que a tentativa ocorreu com mais freqüência após discussão com pessoas significativas do núcleo sócio-familiar. Sem ignorar os problemas metodológicos existentes, é razoável supor que os fatos observados neste trabalho refletem a ocorrência de suicídio e uso/abuso de substâncias psicoativas na população geral, ou indicam, ao menos, que eles evidenciam um sério problema médico-psicológico em nível assistencial entre os adolescentes e adultos jovens.

Palavras-chave : Adolescentes; Epidemiologia; Tentativas de suicídio.

        · resumo em inglês     · texto em português     · pdf em português

 

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0103-166X2008000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos