Vitaminas e antioxidantes -
Esta página já teve 134.685.006 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.668 acessos diários
home | entre em contato
 

Vitaminas e antioxidantes

Vitamina A: nível sérico e ingestão dietética em crianças e adolescentes com déficit estatural de causa não hormonal

09/03/2009

Revista da Associação Médica Brasileira

 

Rev. Assoc. Med. Bras. vol.48 no.1 São Paulo Jan./Mar. 2002

doi: 10.1590/S0104-42302002000100032 

Artigo Original

VITAMINA A: NÍVEL SÉRICO E INGESTÃO DIETÉTICA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM DÉFICIT ESTATURAL DE CAUSA NÃO HORMONAL

 

ROSELI S. SARNI*, CRISTIANE KOCHI, REJANE A. RAMALHO, DENISE O. SCHOEPS, KAZUÊ SATO, LILIAN C.Q. MATTOSO, CRISTIANE F. XIMENES, FABIOLA I.S. SOUZA, FLÁVIA M. DAMIANI
Trabalho realizado no Núcleo de Nutrição Alimentação e Desenvolvimento Infantil (NUNADI) do Centro de Referência da Saúde da Mulher e Núcleo de Alimentação e Desenvolvimento Infantil da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo (CRSMNADI-SP); Disciplina de Pediatria e Puericultura do Departamento de Saúde Materno Infantil da Faculdade de Medicina da Fundação do ABC; Instituto de Nutrição/Grupo de Pesquisa em Vitamina A da Universidade Federal do Rio de Janeiro

 

RESUMO–OBJETIVOS: Determinar a ingestão dietética de vitamina A e os níveis séricos de carotenóides e retinol em crianças e adolescentes com déficit estatural sem causa hormonal, atendidos no Ambulatório de Endocrinopediatria do Núcleo de Nutrição (NUNADI) da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.
MÉTODOS: Foram avaliados de maneira prospectiva 47 pacientes pré-púberes, entre 4 e 14 anos, com relação a: antropometria, idade óssea, inquérito alimentar, bioimpedanciometria e nível sérico de retinol e carotenóides.

RESULTADOS:
A média do escore Z da estatura foi de –2,4; 20% dos pacientes eram desnutridos, 25,5% tinham inadequação da massa gorda e maior atraso da idade óssea. Os níveis séricos de retinol e carotenóides foram inadequados em 21% dos pacientes, sendo que foi maior o percentual de inadequação dos carotenóides nos pacientes que apresentavam déficit estatural mais acentuado. Não houve relação dos níveis séricos de retinol e carotenóides com a velocidade de crescimento. Em 82,9% dos inquéritos alimentares realizados, houve ingestão de vitamina A inferior a 50% do estabelecido na Pirâmide de Alimentos.
CONCLUSÃO:
Baseados nestes resultados, concluímos que há uma elevada prevalência de desnutrição, comprometimento da idade óssea, inadequação no nível sérico de carotenóides e ingestão de vitamina A em crianças com comprometimento estatural.

UNITERMOS: Vitamina A. Retinol. Baixa estatura. Desnutrição.

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000100032&tlng=en&lng=en&nrm=iso

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos