-
Esta página já teve 133.101.520 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.662 acessos diários
home | entre em contato
 

Obesidade:Adulto/Infantil/Bariátrica

Aspectos psiquiátricos do tratamento da obesidade

09/03/2009

Revista de Psiquiatria Clínica

 

Rev. psiquiatr. clín. vol.31 no.4 São Paulo  2004

doi: 10.1590/S0101-60832004000400013 

ARTIGO ORIGINAL

 

Aspectos psiquiátricos do tratamento da obesidade

 

Psychiatric aspects in the treatment of obesity

 

 

Fátima VasquesI; Fernanda Celeste MartinsII; Alexandre Pinto de AzevedoIII

IPsicóloga cognitivista do Grupo de Estudo, Assistência e Pesquisa em Comer Compulsivo e Obesidade — GRECCO/Ambulatório de Bulimia e Transtornos Alimentares do Ipq — AMBULIM — Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo — HC-FMUSP
IIMédica psiquiatra do GRECCO/AMBULIM - IPq-HC-FMUSP
IIIMédico psiquiatra. Coordenador do GRECCO/AMBULIM - IPq-HC-FMUSP

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

A obesidade, por sua caracterização e etiologia multifatorial, é uma condição que tem merecido atenção e estudos de diversas áreas de especialidades, particularmente a psiquiatria e a psicologia. Os problemas emocionais são geralmente percebidos como conseqüências da obesidade, embora conflitos e problemas psicológicos possam preceder o desenvolvimento dessa condição. A depressão e a ansiedade são sintomas comuns, e depressão maior pode ser mais freqüente nos gravemente obesos. No tratamento psicoterápico, a terapia cognitiva vem mostrando eficácia por objetivar a organização das contingências para mudanças de peso e comportamentos, em princípio, relacionados ao autocontrole de comportamentos alimentares e contexto situacional mais amplo. Embora o tratamento farmacológico da obesidade não deva ser a primeira opção terapêutica, seu uso está plenamente aprovado. Atenção deve ser dada para as drogas realmente aprovadas para uso em longo prazo e as de ação central, podendo atuarem como desencadeadoras de quadros psiquiátricos.

Palavras-chave: obesidade, terapia cognitiva, agentes antiobesidade.


ABSTRACT

Obesity is a condition that has deserved studies of different areas, particularly psychiatry and psychology, because of its multifactorial etiology. The emotional problems generally are perceived as a consequence of obesity, but psychological conflicts and problems can precede the development of obesity. Depression and anxiety are common symptoms and depression syndrome can be more frequent in the severe obesity. The psycotherapeutic treatment, especially the cognitive therapy, shows good action for organization, weight changes and beyond the self-control of food behaviors. Although the pharmacological treatment of obesity should not be the first therapeutic option, its use is fully approved. Attention should be drawn to drugs that were really approved for use in obesity and those with central action.

Keywords: Obesity, cognitive therapy, antiobesity agents.

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832004000400013

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos