-
Esta página já teve 132.540.798 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.700 acessos diários
home | entre em contato
 

Câncer/Oncologia/Tumor

Mecanismos epidemiológicos e moleculares que associam obesidade e câncer.

01/07/2009

Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia

 

Resumo

OSORIO-COSTA, Felipe; ROCHA, Guilherme Z.; DIAS, Marília M.  e  CARVALHEIRA, José B. C.. Mecanismos epidemiológicos e moleculares que associam obesidade e câncer. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2009, vol.53, n.2, pp. 213-226. ISSN 0004-2730.  doi: 10.1590/S0004-27302009000200013.

Aproximadamente 25% dos casos de câncer são decorrentes do excesso de peso e do modo de vida sedentário. Esses resultados são alarmantes, pois o mundo vive uma pandemia de obesidade e, consequentemente, de resistência à insulina. A obesidade pode aumentar o risco de vários tipos de câncer por diversos mecanismos, incluindo aumento dos hormônios sexuais e metabólicos, e de inflamação. Neste trabalho, apresentamos uma revisão das evidências epidemiológicas e moleculares que relacionam a obesidade ao câncer - em particular aos cânceres colorretal, mamário na pós-menopausa, endometrial, pancreático, prostático avançado, hepatocelular, de bexiga, renal e esofágico. O aumento esperado da incidência de câncer relacionado à obesidade em um futuro próximo torna o conhecimento dessa área de grande importância, uma vez que este é fundamental para o desenvolvimento de estratégias preventivas e terapêuticas para a doença.

Palavras-chave : Neoplasias; obesidade; sobrepeso; resistência à insulina.

        · resumo em inglês     · texto em inglês     · pdf em inglês

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos