-
Esta página já teve 133.085.923 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.664 acessos diários
home | entre em contato
 

Clínica médica/Intensiva/Enfermagem

Cuidado ecológico: o significado para profissionais de um hospital geral.

03/07/2009

Acta Paulista de Enfermagem

 

Resumo

BACKES, Marli Terezinha Stein; ERDMANN, Alacoque Lorenzini  e  BACKES, Dirce Stein. Cuidado ecológico: o significado para profissionais de um hospital geral. Acta paul. enferm. [online]. 2009, vol.22, n.2, pp. 183-191. ISSN 0103-2100.  doi: 10.1590/S0103-21002009000200011.

OBJETIVO: Compreender à luz do pensamento complexo, o significado do cuidado ecológico e como este vem sendo associado à prática de profissionais que trabalham em um hospital geral. MÉTODOS: Estudo descritivo de natureza qualitativa realizado com 15 profissionais que atuam em três diferentes setores: Serviço de Lavanderia, Serviço de Nutrição e uma Unidade de Internação. Os dados foram coletados por meio de um questionário semi-estruturado e submetidos à análise de conteúdo proposta por Bardin. RESULTADOS: As categorias encontradas foram: Significando o cuidado ecológico, Salientando a importância do cuidado ecológico para a prática profissional e Medidas preventivas em saúde associadas ao cuidado ecológico. CONCLUSÕES: O estudo evidenciou que existe uma preocupação geral, ainda que incipiente, a respeito da problemática ambiental. A preocupação principal está relacionada à separação, reciclagem e destino adequado do lixo, mesmo que alguns profissionais tenham sinalizado para a importância de medidas preventivas como a lavagem das mãos, utilização de produtos biodegradáveis, entre outros.

Palavras-chave : Meio ambiente; Saúde; Ambiente de trabalho.

 
 
 
 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos