-
Esta página já teve 132.461.050 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.704 acessos diários
home | entre em contato
 

Gastroenterologia/Proctologia/Fígado

Inércia colônica (cólon inativo)

22/07/2009

A inércia colônica (cólon inativo) é uma redução das contrações no intestino grosso ou uma insensibilidade do reto à presença de fezes, resultando em uma constipação crônica. A inércia colônica ocorre com freqüência em idosos, em indivíduos debilitados ou acamados, mas também afeta mulheres jovens e saudáveis. O intestino grosso deixa de responder aos estímulos que normalmente provocam a evacuação: a ingestão de alimentos, o estômago cheio, o intestino grosso cheio e a presença de fezes no reto. Os medicamentos utilizados no tratamento de algumas doenças freqüentemente produzem ou agravam o problema, sobretudo os narcóticos (p.ex., codeína) e drogas anticolinérgicas (p.ex., a amitriptilina para a depressão ou a propantelina para a diarréia). Algumas vezes, a inércia colônica ocorre em indivíduos que têm o hábito de retardar a evacuação ou que fizeram uso prolongado de laxantes ou de enemas.

Sintomas

A constipação é um problema diário e deve ser analisada a longo prazo. O indivíduo pode ou não apresentar desconforto abdominal. Freqüentemente, o médico detecta um reto cheio de fezes moles, inclusive quando o indivíduo não apresenta necessidade de defecar e só consegue fazêlo com dificuldade.Os indivíduos com esse distúrbio podem apresentar impactação fecal, na qual as fezes localizadas na porção distal do intestino grosso e no reto endurecem e bloqueiam a passagem. Esse bloqueio acarreta cólicas, dor retal e esforços intensos, porém inúteis, para evacuar. Freqüentemente, ocorre a passagem de um muco aquoso em torno do bloqueio, que, algumas vezes, dá a falsa impressão de diarréia.

Tratamento

Para a inércia colônica, o médico algumas vezes recomenda a utilização de supositórios ou de enemas com 60 a 90 ml de água, com água e sais (enemas salinos) ou com óleos (p.ex., azeite de oliva). Para a impactação fecal, também se faz necessário o uso de laxantes, geralmente do tipo osmótico. Algumas vezes, o médico ou o enfermeiro deve retirar as fezes impactadas com o auxílio de uma sonda ou de um dedo enluvado.Os indivíduos com inércia colônica devem tentar evacuar diariamente, preferivelmente 15 a 45 minutos após uma refeição, pois a ingestão de alimentos estimula a evacuação. A realização de exercícios freqüentemente é útil.

 

Fonte:

 

http://www.msd-brazil.com/msdbrazil/patients/manual_Merck/mm_sec9_107.html

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos