-
Esta página já teve 132.540.822 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.700 acessos diários
home | entre em contato
 

Câncer/Oncologia/Tumor

Uma técnica inovadora no país que possibilita maior eficácia dos agentes quimioterápicos após ressecção de tumores da região abdominal

19/09/2009

Dr. Ademar Lopes introduz no país técnica inovadora para cirurgia oncológica abdominal

 

Procedimento cirúrgico no vice-presidente foi coordenado pelo cirurgião oncológico Ademar Lopes, responsável pela introdução no Brasil da técnica citorredutora associada à quimioterapia hipertérmica por infusão intraperitonial, que possibilita a redução da doença peritoneal a uma condição microscópica ou mínima, criando condições para maior eficácia dos agentes quimioterápicos

 

Uma técnica inovadora no país que possibilita maior eficácia dos agentes quimioterápicos após ressecção de tumores da região abdominal foi um dos procedimentos aplicados ao vice-presidente José Alencar durante cirurgia realizada no dia 25 de janeiro, em São Paulo. A coordenação dos trabalhos foi feita pelo cirurgião oncológico e diretor do Departamento de Cirurgia Pélvica do Hospital A.C.Camargo, Ademar Lopes - o introdutor desta técnica no Brasil.

No procedimento, que durou aproximadamente 17 horas, foi realizada a ressecção de um tumor do reto peritônio (porção posterior do abdome) em monobloco com segmento dos intestinos delgado e grosso, parte de parede posterior do abdome, 2/3 inferiores do uretér esquerdo e vasos ilíacos internos.

Segundo Ademar Lopes, todo o tumor visível foi retirado e após a sua remoção foi feita a quimioterapia intraperitoneal hipertérmica (QIPH). Essa quimioterapia atua em possíveis células invisíveis (doenças microscópicas). É introduzido um catéter e jogada uma solução, contendo quimioterápico, na cavidade , enquanto três catéteres aspiram, formando um circuito fechado. A solução com quimioterápico usada na lavagem da cavidade peritoneal é aquecida entre 40°C e 42ºC.

Para a técnica ser aplicada precisam antes ser considerados fatores como a origem do tumor primário, com suas respectivas características anatomopatológicas, o reestadiamento que confirme a presença de doença restrita à cavidade peritonial, a extensão da disseminação peritonial, o julgamento da possibilidade de citorredução ótima ou subótima, a falta de alternativas terapêuticas de eficácia comprovada e a condição clínica do paciente.

Ademar Lopes iniciou como médico titular do Departamento de Cirurgia Pélvica do Hospital A.C.Camargo em 1977, permanecendo no cargo até 1990, ano em que assumiu a direção do Departamento, tendo sido responsável por mais de 5 mil cirurgias.

- Perfil de Ademar Lopes: http://www.cirurgiaoncologica.com.br/curriculum.htm

- Saiba mais sobre cirurgia citorredutora associada à quimioterapia hipertérmica por infusão intraperitonial: http://www.cirurgiaoncologica.com.br/artigo.htm

Sobre o Hospital do Câncer A.Camargo - O Hospital do Câncer A.C.Camargo é uma instituição filantrópica e atua, desde sua criação por Antônio e Carmen Prudente em 
1953, no atendimento especializado a pacientes com câncer. Realiza de forma integrada a prevenção, o diagnóstico e o tratamento ambulatorial e cirúrgico dos mais de 800 tipos de câncer identificados pela Medicina, divididos em 36 especialidades, sempre baseado na assistência multidisciplinar.

Mantido pela Fundação Antônio Prudente, totalizou em torno de 800 mil atendimentos (internações, tratamento ambulatorial e diagnóstico por imagem). Seu corpo clínico é fechado e composto por uma equipe de 350 médicos especialistas, a maior parte com mestrado e doutorado. A interação desses profissionais em atividades multidisciplinares resulta em índices de cura de 65% em adultos e 80% em crianças, semelhantes aos observados nos melhores centros de oncologia internacionais.

Na área de ensino e pesquisa, o A.C.Camargo criou a 1ª residência oncológica, em 1953, e é responsável pela formação de 1/3 dos oncologistas em atividade no Brasil. Sua pós-graduação, criada em 1996, é a melhor do país em Oncologia e uma das duas melhores em Medicina, segundo avaliação da CAPES / Ministério da Educação nos triênios 2001-2003 e 2004-2006. Tem a maior produção científica da área e centralizou, em 2000, o Genoma do Câncer no Brasil, financiado pela Fapesp e Instituto Ludwig, instituição de pesquisas em câncer que o A.C.Camargo abrigou por mais de 20 anos.

Em 2007 o Hospital foi apontado pela edição 500 Melhores Empresas da revista Dinheiro como o instituição de saúde com melhor gestão financeira e governança corporativa no país. Também foi apontado pelo Guia Exame Você S/A e pelo jornal Valor Econômico como uma das melhores empresas para se trabalhar. Em 2008 repetiu o feito na edição 500 Melhores Empresas da revista Dinheiro sendo campeão geral da categoria Saúde.



Mais informações: www.accamargo.org.br

MAIS INFORMAÇÔES À IMPRENSA:
Comunique Assessoria de Comunicação
Moura Leite Netto – moura@comunique.srv.br
Fone 55 11 3812 2780 / Cel. 9733-5588 / 7892-3658
 
 
Fonte:
 
 
 
 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos