-
Esta página já teve 133.133.263 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.659 acessos diários
home | entre em contato
 

Arte/Cultura/Diversão/Agenda

Instituto Tomie Ohtake: “Paraísos Possíveis” de Dias & Riedweg

22/09/2009

Paraísos Possíveis

Por Divulgação

“Paraísos Possíveis” de Dias & Riedweg no Instituto Tomie Ohtake, com curadoria de Agnaldo Farias, é a primeira grande mostra do duo de artistas na cidade de São Paulo. A exposição apresenta um conjunto de dez obras realizadas entre 2006 e 2009, sete inéditas no Brasil. São videoinstalações e fotografias em torno do conceito de paraíso – paraísos da história, paraísos do futuro, paraísos da percepção, paraísos em trânsito, paraísos-fuga, paraísos-gueto, paraísos possíveis.

Seguindo o tema recorrente de sua obra, a alteridade, Dias & Riedweg apresentam nesta exposição diferentes possibilidades de entendimento e novas indagações sobre as relações humanas em seus territórios, suas relações com seus habitats e contextos, não somente no aspecto sociopolítico, mas, sobretudo, no aspecto subjetivo. Do frenesi do quadril no guetoisado baile funk carioca abordado na obra “Funk Staden” (comissionada para a 12a Documenta de Kassel), ao silêncio face ao desaparecimento da pequena ilha de Fugloya no Pólo Norte em “Juksa”, ou ainda no incansável cruising no deserto de Maspalomas em “Paraíso Cansado”, os artistas apresentam uma seleção de obras que investiga as relações do desejo com a paisagem.

Maurício Dias (Rio de Janeiro, 1964) e Walter Riedweg (Lucerna, Suíça, 1955) trabalham juntos desde 1993 e participaram de algumas das mais importantes exposições de arte contemporânea internacionais, tais como a 12a Documenta de Kassel (2007), a Bienal de Veneza (1999), entre outras bienais: Havana (2003), Mercosul (2003), Liverpool (2004), Xangai (2004), Gwanjú (Coréia do Sul, 2006) e Tenerife (2009). Com individuais de grande formato realizadas no CCBB do Rio de Janeiro, no MACBA de Barcelona, Kiasma em Helsinque, no Le Plateau de Paris e no Americas Society, de Nova York, a dupla se consolidou no cenário de arte contemporânea internacional como autora de um trabalho pioneiro de arte pública e vídeo.

Dias & Riedweg são conhecidos dos paulistanos desde a Bienal da Antropofagia, em 1998. Depois houve trabalhos pontuais marcantes como as videoinstalações “Os Raimundos, Severinos e Franciscos” e “Belo[bb] é também tudo aquilo que não foi visto” respectivamente na 24a e 25a Bienal de São Paulo, bem como “Mera Vista Point” no Arte Cidade 4, em 2002. Os artistas participaram ainda de coletivas importantes na cidade: “Territórios Expandidos” no SESC Pompéia, “Por um Fio” “no Paço das Artes, “Emoções Artificiais” no Itaú Cultural, “Rotativa” na galeria Fortes Vilaça e em algumas das “Paralelas”. Em 2005 realizaram sua primeira individual em São Paulo, “Cabra Criada”, ocupando toda a Galeria Vermelho, que atualmente os representa no país. Em 2007 receberam o prêmio do Festival Vídeo Brasil com o trabalho “Juksa”.

Exposição: Paraísos Possíveis – Dias & Riedweg
Abertura: 22 de setembro, às 20h (convidados) – até 25 de outubro de 2009
De terça a domingo, das 11h às 20h – Entrada Franca
Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés) – Pinheiros SP Fone: 11.2245-1900

 

 

Fonte:

 

http://www.speculum.art.br/novo/?p=1883

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos