-
Esta página já teve 133.069.183 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.665 acessos diários
home | entre em contato
 

Obesidade:Adulto/Infantil/Bariátrica

Relação entre exercício físico, depressão e índice de massa corporal

29/09/2009

Motricidade
ISSN 1646-107X versão impressa

 
 
 

Resumo

VASCONCELOS-RAPOSO, J., FERNANDES, H.M., MANO, M. et al. Relação entre exercício físico, depressão e índice de massa corporal. Motri., jan. 2009, vol.5, no.1, p.21-32. ISSN 1646-107X.

O objectivo deste estudo é conhecer a relação entre o exercício físico, a depressão e o índice de massa corporal (IMC). A amostra do estudo foi constituída por 175 participantes (43 do sexo masculino e 132 do sexo feminino) com idades compreendidas entre os 18 e 27 anos. Os instrumentos utilizados foram o Inventário de Depressão de Beck (BDI), numa versão adaptada e validada para a língua portuguesa, e uma adaptação da escala de exercício físico proposta por Prochaska, Sallis, e Long (2001). Os resultados apontam para um correlação negativa entre o exercício físico e a depressão, com significância estatística. O grupo que não atinge a prática de exercício físico recomendado apresenta valores médios de depressão superiores. Em conclusão, este estudo permitiu confirmar estudos prévios que evidenciaram os efeitos positivos do exercício físico sobre a depressão.

Palavras-chave: exercício físico; depressão; índice de massa corporal.

        · resumo em inglês     · texto em português     · pdf em português


 

FTCD - Fundação da Técnica e Científica do Desporto

 

http://www.scielo.oces.mctes.pt/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1646-107X2009000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos