-
Esta página já teve 132.482.156 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.703 acessos diários
home | entre em contato
 

Notícias da Dra. Shirley

Dinheiro é um dos maiores inimigos dos casais

15/10/2009
 

Quem gasta mais do que deveria e sofre com isso provavelmente vai se sentir muito atraído por pessoas que conseguem fazer exatamente o oposto: economizar. O caso contrário também acontece: quem tem vontade de cometer loucuras com o orçamento pode achar muito interessante aquele que faz compras sem culpa. Mas, apesar da atração natural, casais que se formam dessa maneira têm pouca garantia de que encontrarão a felicidade eterna entre as enormes diferenças.
 
De acordo com especialistas, as pessoas tentam encontrar sinais de que seu parceiro vai complementar sua vida, mas geralmente essa expectativa é frustrada. O mais provável é que só encontrem problemas no futuro. Decisões relacionadas a dinheiro são uma das principais fontes de conflitos nas relações. E, como se poderia prever, casais em que os pares pensam de maneira diferente sobre as despesas têm níveis mais baixos de felicidade conjugal.
 
De acordo com Marcelo Segredo, especialista em finanças pessoais e presidente da ONG ABC (de educação financeira), o dinheiro é o ponto de partida de muitos divórcios. Segundo o consultor, as diferenças podem ser fatais quando o casal não tem o hábito de compartilhar as finanças. Geralmente, cada um tem seu salário, seus gastos particulares e suas contas individuais, e não trocam informações entre si.
 
Por isso, quando um fica endividado, demora muito para contar ao outro. Na maioria dos casos, o marido ou esposa só vai falar do problema quando a situação já é crítica e, provavelmente, as dívidas vão acabar comprometendo o salário do parceiro.
A relação é difícil, mas há esperanças. Para o especialista, as diferenças do parceiro não precisam ser encaradas como uma tragédia. Elas podem ser até saudáveis para o bem estar financeiro do casal quando um consegue equilibrar os pontos positivos e negativos do outro.
 
- Pra facilitar, o ideal é criar um orçamento comum para as contas da casa, uma poupança voltada para atingir os objetivos do casal (como comprar uma casa ou fazer uma viagem), além de cada um manter seu orçamento particular para gastos menores.



Fonte: R7

Nossas notícias são retiradas na íntegra dos sites de nossos parceiros. Por esse motivo, não podemos alterar o conteúdo das mesmas até em casos de erros de digitação.

 

Fonte:

 

http://www.portaldoconsumidor.gov.br/noticia.asp?busca=sim&id=14577

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos