-
Esta página já teve 133.109.166 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.664 acessos diários
home | entre em contato
 

Arte/Cultura/Diversão/Agenda

Sala São Paulo: ORQUESTRA JOVEM DO ESTADO DE SÃO PAULO

30/10/2009

 

Sala São Paulo
Sede da Orquestra Sinfônica
do Estado de São Paulo

A antiga estação de trens da Estrada de Ferro Sorocabana abriga hoje o Complexo Cultural Júlio Prestes, sede da maior e mais moderna sala de concertos da América Latina: a Sala São Paulo.

Especialmente construída para receber as melhores orquestras sinfônicas do mundo, a Sala São Paulo tornou-se realidade após o trabalho de recuperação do monumental edifício da Estação Júlio Prestes, construído no estilo Luís XVI, marcado pela sobriedade dos ornamentos e detalhes.

Projetado em 1925 – período em que a cidade, estimulada pelo café e pela ferrovia, crescia em ritmo acelerado – o edifício somente seria concluído em 1938, quando a urbanização de São Paulo já se caracterizava pela presença de automóveis, inibindo a utilização de bondes e trens.

O trabalho de recuperação do edifício acompanhou a reestruturação da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, sediada atualmente no mesmo prédio da Sala São Paulo. A solução encontrada para as intervenções realizadas nesse prédio histórico, concebido de acordo com princípios específicos de um estilo e época, baseou-se na intenção de estabelecer um diálogo adequado com o espaço existente, valorizando os conceitos e as características de uma construção anterior, ajustando-a a uma utilização distinta da original, que veio atender a uma demanda da sociedade contemporânea, adequando-se à proposta de revitalização.

O projeto da Sala São Paulo possibilita a apresentação de qualquer tipo de concerto, pautada pela alteração do espaço da sala de concertos gerada pela flexibilidade do forro com painéis móveis. Além disso, os elementos de composição foram concebidos para a reflexão sonora multidirecional, atendendo a recomendações acústicas.

Em sua nova utilização, a Sala São Paulo não apenas recupera o antigo edifício, mas também garante sua preservação por meio de uma ocupação significativa, que certamente o eleva à posição de marco da cidade. A preocupação com o patrimônio cultural reflete a consciência de que não há desenvolvimento, nem progresso, sem o cuidado com o nosso passado. Pela memória são estabelecidos os laços que criam a identidade entre os indivíduos e o meio em que vivem. A recuperação do local é o resgate de uma importante parte do passado de nossa cidade, uma contribuição para a construção de um desenvolvimento mais justo e humano.

 

31 OUT sábado 21h00
Concerto comemorativo dos 30 anos da


ORQUESTRA JOVEM DO ESTADO DE SÃO PAULO


JOÃO MAURÍCIO GALINDO REGENTE


ADRIANA CLIS MEZZO SOPRANO

FLAVIO VARANI PIANO


ÉDOUARD LALO
Scherzo para Orquestra


GUSTAV MAHLER
Kindertotenlieder


WOLFGANG A. MOZART
Concerto nº 21 para Piano em Dó maior, KV 467


M. CAMARGO GUARNIERI
Brasiliana


R$ 2,00 (R$ 1,00 meia-entrada).
Informações e venda: 4003-1212


Fonte:

 

http://www.salasaopaulo.art.br/salasp/historia/historia.aspx

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos