Diabete/Diabetes -
Esta página já teve 133.027.552 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.671 acessos diários
home | entre em contato
 

Diabete/Diabetes

Correlação entre Inventário de Depressão de Beck e cortisol urinário em diabéticos tipo 2

04/12/2009

Acta Paulista de Enfermagem

 

Resumo

NASCIMENTO, Alexandra Bulgarelli do; CHAVES, Eliane Corrêa; GROSSI, Sônia Aurora Alves  e  LOTTENBERG, Simão Augusto. Correlação entre Inventário de Depressão de Beck e cortisol urinário em diabéticos tipo 2. Acta paul. enferm. [online]. 2009, vol.22, n.4, pp. 399-403. ISSN 0103-2100.  doi: 10.1590/S0103-21002009000400008.

OBJETIVO: Verificar a correlação entre o cortisol urinário e o Inventário de Depressão de Beck em diabéticos do tipo 2. MÉTODOS: O cortisol urinário foi avaliado em uma amostra composta por 40 pacientes da Liga de Controle de Diabetes da Disciplina de Endocrinologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e para a avaliação dos sintomas de depressão foi aplicado o Inventário de Depressão de Beck. RESULTADOS: Alta confiabilidade para o Inventário de Depressão de Beck(Alfa de Cronbach=0,920)e correlação significativa foi observada entre cortisol urinário e Inventário de Depressão de Beck(Spearman,r=0.523,p<0.001). CONCLUSÕES: Houve correlação entre cortisol urinário e Inventário de Depressão de Beck, demonstrando que estes indicadores são confiáveis na detecção de sintomas de depressão em diabéticos do tipo 2.

Palavras-chave : Hidrocortisona [urina]; Depressão; Diabetes Mellitus tipo 2; Neuroendocrinologia.

 
 
 
 
 
 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos