-
Esta página já teve 134.542.798 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.673 acessos diários
home | entre em contato
 

Câncer/Oncologia/Tumor

Expressão da proteína p53 em 106 adenomas pleomórficos de glândula salivar maior

14/01/2010

Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

 

Resumo

NEVES, Jerlucia Cavalcanti das; SOBRAL, Ana Paula Veras  e  ABREU E LIMA, Maria do Carmo. Expressão da proteína p53 em 106 adenomas pleomórficos de glândula salivar maior. J. Bras. Patol. Med. Lab. [online]. 2009, vol.45, n.4, pp. 305-311. ISSN 1676-2444.  doi: 10.1590/S1676-24442009000400007.

INTRODUÇÃO E OBJETIVO: O adenoma pleomórfico (AP) é o tumor das glândulas salivares mais comum. A parótida é o sítio anatômico mais frequente. Características clínicas e microscópicas são bem conhecidas, entretanto sua patogênese ainda é incerta, como a expressão de oncogenes e fatores que influenciam a transformação maligna. O objetivo deste estudo foi analisar e correlacionar os aspectos histopatológicos indicativos de transformação maligna de AP de glândula salivar maior, com a expressão da proteína p53 nesses tumores. MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados 106 casos de AP por pesquisa retrospectiva nos prontuários clínicos, revisão das preparações histológicas em hematoxilina e eosina (HE) e realização de técnica imuno-histoquímica, pelo método da estreptoavidina-biotina, utilizando o anticorpo primário anti-p53. RESULTADOS: Alterações histopatológicas relacionadas com a transformação maligna foram incomuns: hialinização extensa (5; 4,7%) e necrose (1; 0,9%). Houve positividade para a proteína p53 em 25 dos 106 casos estudados (23,58%). O arranjo histológico das células dos tumores considerados positivos para p53 foi principalmente dos tipos ductal (92%; 23) e cordonal (88%; 22). Não houve associação estatisticamente significante entre a positividade para o p53 e as variáveis histopatológicas, em comparação com os casos negativos: quantidade e tipo de matriz extracelular; alterações teciduais sugestivas de transformação maligna e metaplasia. CONCLUSÃO: Poucos casos que exibiram expressão para p53 apresentaram algum tipo de alteração morfológica sugestiva de malignidade, e a correlação entre a imunoexpressão da proteína p53 e a presença de alteração sugestiva de transformação maligna não foi estatisticamente significante, sugerindo que a expressão dessa proteína nesses tumores independe dessas características.

Palavras-chave : Adenoma pleomórfico; Glândulas salivares maiores; Transformação maligna; p53; Neoplasia de glândula salivar.

        · resumo em inglês     · texto em português     · pdf em português

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos