-
Esta página já teve 134.695.472 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.665 acessos diários
home | entre em contato
 

Nutrologia/Alimentos/Nutrição

Transtornos alimentares em universitárias: estudo de confiabilidade da versão brasileira de questionários autopreenchíveis

09/03/2010

Revista Brasileira de Epidemiologia

 

Rev. bras. epidemiol. vol.8 no.3 São Paulo Sept. 2005

doi: 10.1590/S1415-790X2005000300005 

ARTIGOS ORIGINAIS

 

Transtornos alimentares em universitárias: estudo de confiabilidade da versão brasileira de questionários autopreenchíveis

 

Eating disorders in undergraduate students: study of the reliability of the Portuguese version of self-administered questionnaires

 

 

Vera Cristina MagalhãesI, *; Gulnar Azevedo e Silva MendonçaII

IDepartamento de Nutrição Aplicada, Instituto de Nutrição, Universidade do Estado do Rio de Janeiro
IIDepartamento de Epidemiologia, Instituto de Medicina Social / UERJ

 

 


RESUMO

O Teste de Atitudes Alimentares e o Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo são questionários, em versão brasileira, utilizados para rastreamento dos transtornos alimentares anorexia e bulimia nervosa. Outros comportamentos podem estar relacionados: à presença de transtorno mental comum, autopercepção corporal inadequada, freqüência de leitura de revistas sobre dieta, freqüência do uso de dieta, influência dos pais, prática de atividade física, dentre outros. O objetivo deste estudo foi avaliar níveis de confiabilidade do Teste de Atitudes Alimentares, do Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo, do General Health Questionnaire e de outras questões, partes do questionário que investigou aspectos de saúde e comportamento alimentar em universitárias recém-ingressas em uma universidade pública no Rio de Janeiro. Utilizou-se um desenho de estudo de confiabilidade teste-reteste, em amostra de 60 universitárias com média de idade de 20,2 anos. Para avaliação, calculou-se o Coeficiente Kappa (K). A confiabilidade dos escores globais do Teste de Atitudes Alimentares, Teste de Investigação Bulímica de Edimburgo e prática de atividade física foi "quase perfeita", assim como a questão autopercepção corporal, que foi, respectivamente K=0,81 (IC95% 0,59-1,0); K=0,85 (IC95% 0,70-0,99); K=0,83 (IC95% 0,70-0,93) e Kw(ponderado)=0,84 (IC95% 0,70-0,95). A confiabilidade da questão influência familiar, leitura de artigos sobre dieta, do General Health Questionnaire e freqüência de uso de dieta para emagrecer foi "substancial", respectivamente, K=0,76 (IC95% 0,57-0,95); Kw=0,71 (IC95% 0,52-0,91); K=0,70 (IC95% 0,54-0,93) e Kw=0,92 (IC95% 0,85-0,98). Os resultados sugerem que os questionários utilizados apresentaram boa reprodutibilidade das aferições para universitárias, assim como as demais questões.

Plavras-chaves: Confiabilidade. Transtornos alimentares. Questionários. Transtornos mentais. Reprodutibilidade de resultados.


ABSTRACT

The Eating Attitude Test and the Bulimic Investigatory Test of Edinburgh are used to assess symptoms of eating disorders. A variety of behaviors may be related to eating problems: minor psychiatric disorders; self-perception of body weight, frequency of reading diet magazines; frequency of restrictive diets, family influence and physical activity. The objective of this study was to evaluate the reliability of the Portuguese version of the Eating Attitude Test, the Bulimic Investigatory Test of Edinburgh, the General Health Questionnaire and other issues related to eating disorders, as part of a multidimensional self-administered health and eating behavior questionnaire. A test-retest design was used as part of a pilot test conducted in a sample of 60 female undergraduate students from a public university in Rio de Janeiro, Brazil. Analyses were conducted using the Kappa Coefficient (K). The mean female age was 20.2 years. The main results showed that the reliability of the Eating Attitude Test, Bulimic Investigatory Test of Edinburgh, practice of physical activity, and the question on self-perception of body weight was "almost perfect", respectively, K=0.81 (95%CI, 0.59-1.0); K=0.85 (95%CI, 0.70-0.99); K=0.83 (95%CI, 0.70-0.93), and Kw=0.84 (95%CI, 0.70-0.95). Reliability of parents' influence, frequency of reading diet articles, the GHQ's and frequency of use of restrictive diets was "substantial", respectively, K=0.76 (95%CI, 0.57-0.95); Kw=0.71 (95%CI, 0.52-0.91), K=0.70 (95%CI, 0.54-0.93), and Kw=0.92 (95%CI 0.85-0.98). Results suggest that these questionnaires are tools with good reproducibility for undergraduate students, as well as for other issues.

Key Words: Reliability. Eating disorders. Questionnaires. Mental disorders. Reproducibility of results.

 

Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva

http://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S1415-790X2005000300005&script=sci_arttext

 

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos