-
Esta página já teve 132.519.320 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.701 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Saiba mais: O sono e os transtornos do sono na depressão

08/04/2010
Revisão da Literatura


O sono e os transtornos do sono na depressão

Sleep and sleep disorders in depression

Sarah Laxhmi Chellapp a 1, John Fontenele Araújo 2

1 Médica e mestre em Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde,
Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
2 Médico e professor adjunto do Departamento de Fisiologia e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da UFRN.

Instituição: Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Av. Gal. Gustavo Cordeiro de Farias, s/n – Natal, RN, CEP 59010-180.

Endereço para correspondência: Sarah Laxhmi Chellappa. Avenida Campos Sales, 414, apto. 700 –
Petrópolis – 59012-300 – Natal, RN. Tel.: (84) 3201-1545.
E-mail: sarahlc@ig.com.br



Resumo
 

Contexto: Os transtornos do sono são freqüentemente associados a um leque de transtornos psiquiátricos, sendo considerados uma característica inerente do transtorno depressivo. Objetivos: Discorrer acerca das atuais evidências sobre as investigações do sono e das alterações deste na depressão, além de alguns dos principais modelos teóricos propostos para explicar essas alterações. Métodos: O levantamento da literatura médica foi feito nos seguintes bancos de dados: ISI e Medline. Resultados: Diversos estudos constataram alterações no padrão eletroencefalográfico do sono em pacientes com depressão. Dentre os principais achados, estão alterações na continuidade e na duração do sono, diminuição das fases 3 e 4 do sono, menor latência do sono REM (rapid eye movements) e maior duração e densidade do primeiro período REM. Essa técnica tem atualmente uma utilidade limitada como ferramenta de diagnóstico na depressão. Conclusões: Embora os mecanismos fisiopatológicos das alterações do sono na depressão sejam complexos e de natureza multifacetada, os estudos do sono têm um importante papel na investigação da depressão, particularmente nas áreas de predição de resposta a tratamentos, prognóstico de recaídas e na investigação de modelos etiológicos.

Chellappa, S.L.; Araújo, J.F. / Rev. Psiq. Clín 34 (6); 285-289, 2007

Palavras-chave: Sono, transtornos do sono, distúrbios do início e da manutenção do sono, transtorno depressivo, saúde mental.

 
Abstract
 

Background: Sleep disorders are usually associated with a wide range of psychiatric disorders, and are regarded as a characteristic feature of depression. Objectives: To report the current state-of-the-art in sleep research in depression and to present some of the principal theoretical models that explain these sleep disturbances. Methods: Literature review was carried out in the ISI and Medline databases. Results: Several studies have indicated alterations in sleep electroencephalographic patterns in subjects with depression. Some of the most frequent findings are disorders affecting the continuity and duration of sleep, reduction of phases 3 and 4 of sleep, decreased REM (rapid eye movements) sleep latency, and prolonged and intense first period of REM sleep. This technique is currently of limited use as a diagnostic tool in depression. Conclusions: AAlthough the pathophysiological mechanisms of sleep disorders in depression are complex, sleep studies play a key role in investigative research in depression, particularly in areas regarding prediction of responses to treatment, prognosis of relapses, and etiological models regarding depression.

Chellappa, S.L.; Araújo, J.F. / Rev. Psiq. Clín 34 (6); 285-289, 2007

Key-words: Sleep, sleep disorders, sleep initiation and maintenance disorders, depressive disorder, mental health.

 

 

http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol34/n6/286.html

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos