-
Esta página já teve 132.435.938 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.708 acessos diários
home | entre em contato
 

Enxaqueca/Cefaléia/Dor de cabeça

Fobias, outras comorbidades psiquiátricas e enxaqueca crônica

10/06/2010

Arquivos de Neuro-Psiquiatria

 

Arq. Neuro-Psiquiatr. vol.64 no.4 São Paulo Dec. 2006

doi: 10.1590/S0004-282X2006000600012 

Phobias, other psychiatric comorbidities and chronic migraine

 

Fobias, outras comorbidades psiquiátricas e enxaqueca crônica

 

 

Felipe CorchsI,II; Juliane P.P. MercanteI,II; Vera Z. GuendlerI; Domingos S. VieiraI,III; Marcelo R. MasruhaI,III; Frederico R. MoreiraI; Marcio BernikII; Eliova ZukermanI; Mario F.P. PeresI,III

IInstituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, São Paulo SP, Brazil
IIAMBAN, Instituto de Psiquiatria da FMUSP, São Paulo SP, Brazil
IIINeurociências, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo SP, Brazil

 

 


ABSTRACT

BACKGROUND: Comorbidity of chronic migraine (CM) with psychiatric disorders, mostly anxiety and mood disorders, is a well-recognized phenomenon. Phobias are one of the most common anxiety disorders in the general population. Phobias are more common in migraineurs than non-migraineurs. The clinical profile of phobias in CM has never been studied.
METHOD: We investigated the psychiatric profile in 56 patients with CM using the SCID I/P interview.
RESULTS: Lifetime criteria for at least one mental disorder was found in 87.5% of the sample; 75% met criteria for at least one lifetime anxiety disorder and 60.7% of our sample fulfilled DSM-IV criteria for lifetime phobic avoidant disorders. Mood and anxiety scores were higher in phobic patients than in non-phobic CM controls. Number of phobias correlated with higher levels of anxiety and depression.
CONCLUSION: Phobias are common in CM. Its recognition may influence its management. Early treatment may lead to better prognosis.

Key words: headache, migraine, anxiety, phobias.


RESUMO

INTRODUÇÃO: As comorbidades psiquiátricas das enxaquecas crônicas são bem conhecidas. As fobias, transtorno ansioso mais comum, são mais prevalentes entre enxaquecosos do que entre não enxaquecosos. O perfil clínico de fobias em uma população enxaquecosa nunca foi estudado.
MÉTODO: Estudamos aspectos psiquiátricos de uma população de 56 pacientes com enxaqueca crônica.
RESULTADOS: Usando o SCID I/P para o DSM-IV, critérios diagnósticos para ao menos algum transtorno psiquiátrico durante a vida foram preenchidos por 87,5% de nossa amostra, 75% para ao menos um transtorno ansioso e 60,7% para condições fóbicas em algum momento de suas vidas. Os escores de ansiedade e humor foram maiores entre os fóbicos e o número de fobias teve correlação positiva com o grau de ansiedade e depressão.
CONCLUSÃO: Fobias são comuns na enxaqueca crônica e seu reconhecimento poderia influenciar seu manejo e melhorar seu prognóstico.

Palavras-chave: cefaléia, enxaqueca, ansiedade, fobia.

 

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-282X2006000600012&nrm=iso&tlng=pt

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos