Curiosidades da Dra Shirley -
Esta página já teve 133.098.934 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.666 acessos diários
home | entre em contato
 

Curiosidades da Dra Shirley

Energia fotovoltaica : célula de silício X célula à base de proteínas.

09/08/2010

Num futuro não muito distante, proteínas cultivadas em laboratório poderão vir a substituir as células de silício, atuais componentes das células fotovoltaicas, e isso com a considerável vantagem de serem mais baratas. Quem dá a notícia é a Acciona Energia (Espanha), empresa que investirá quatro milhões de euros (cerca de 4,8 milhões de dólares) no novo projeto de pesquisa que comercializará a nova tecnologia.

A MT Technologies, empresa americana, será parceira da Acciona, formando uma sociedade, batizada como BioSolar Energias LLC, que deverá levar a cabo o projeto. Os dois grupos terão participação igual na nova sociedade, que trabalhará segundo a concepção de unidades bioativas de geração de eletricidade, a partir de moléculas capazes de captar a luz.

Para o desenvolvimento da nova estrutura fotovoltaica serão utilizados os procedimentos e as técnicas da nanotecnologia. O tempo de construção do sistema, estima a empresa, será de três anos, espaço que, segundo crê, deverá ser suficiente para melhorar o rendimento energético e reduzir os custos dos dispositivos solares.

A implantação de sistemas de energia solar caminha ainda lentamente, isso devido ao preço das placas à base de silício continuar elevado. A MT Technologies acredita que, atingidos os objetivos previstos, o custo atual da energia solar poderá ser, inicialmente, reduzido pela metade e o rendimento energético duplicará.

Se tais previsões parecem animadoras, a empresa avisa que ainda são modestas, que não pararão por aí: o custo poderá baixar ainda seis vezes, com um rendimento energético triplicado. Quanto aos preços, estes passariam de 3 a 0,5 dólares por KWh.



Sistema Fotovoltaico à base de Silício.


Realizada na Espanha e nos Estados Unidos, uma primeira fase do projeto já permitiu a obtenção de um protótipo de células solares. As etapas seguintes consistirão em aumentar o rendimento do dispositivo, a desenvolver um protótipo comercial e a realizar testes de grande proporção.

Para que a fabricação dos equipamentos seja realizada em grande escala é preciso tão somente que os resultados se revelem concludentes, o que, ao que tudo indica, é o que acontecerá.

A Acciona Energia deverá contar com uma fatia maior do bolo, tendo uma participação majoritária na sociedade, ficando encarregada da produção comercial.

Energias Renovables (www.energias-renovables.com), consultado em 07 de janeiro de 2006 (Tradução/Texto - MIA).

 

Fonte:

 

http://lqes.iqm.unicamp.br/canal_cientifico/lqes_news/lqes_news_cit/lqes_news_2006/lqes_news_novidades_709.html

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos