-
Esta página já teve 134.640.586 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.668 acessos diários
home | entre em contato
 

Cardiologia/Coração/CirurgCardíaca

Repercussão nutricional na insuficiência cardíaca avancada e seu valor na avaliacão prognóstica

25/11/2010

 

AUTOR(ES)

Veloso, Luís Guilherme; Oliveira Junior, Mucio Tavares de; Munhoz, Robson Tadeu; Morgado, Paulo Cesar; Ramires, José Antonio Franchini; Barretto, Antonio Carlos Pereira

FONTE

Arq Bras Cardiol;84(6): 480-485, jun. 2005. tab, graf

RESUMO

OBJETIVO: Analisar a repercussão nutricional na insuficiência cardíaca e suas relacões com a disfuncão ventricular esquerda e a mortalidade. MÉTODOS: Estudou-se uma série de parâmetros nutricionais num grupo de 95 pacientes com insuficiência cardíaca crônica avancada decorrente de cardiomiopatia dilatada e idade < 65 anos, sem evidências de doencas concomitantes. Foram verificados a duracão dos sintomas, o diâmetro diastólico final e a fracão de ejecão do ventrículo esquerdo. A avaliacão nutricional incluiu a percentagem ideal do peso, a espessura da prega tricipital, os percentis da circunferência da massa muscular do braco, os níveis séricos de albumina e a contagem global dos linfócitos. RESULTADOS: A situacão nutricional esteve alterada em 45,3 por cento a 94,7 por cento dos pacientes conforme o parâmetro da avaliacão empregado. Não houve correlacão entre os parâmetros nutricionais e a duracão dos sintomas, nem com o grau de disfuncão ventricular. Este grupo de pacientes teve uma evolucão homogênea e 75,8 por cento dos pacientes faleceram num tempo médio de 21,86 semanas. O diâmetro diastólico e a fracão de ejecão do ventrículo esquerdo não permitiram predizer a sobrevida. Uma massa corpórea diminuída identificou um grupo com maior risco de morte. A percentagem ideal do peso corpóreo foi preditiva da sobrevida (p=0,0352), os pacientes com menos de 80 por cento do peso ideal tiveram um risco relativo maior de morte de 1,99 (1,12-3,02) (p=0,0132). CONCLUSAO: A desnutricão é freqüente nos pacientes com insuficiência cardíaca avancada e cardiomiopatia dilatada. A massa corpórea reduzida foi melhor preditor de sobrevida do que a fracão de ejecão do ventrículo esquerdo, nos pacientes em fase avancada de comprometimento miocárdico. (AU)

ASSUNTOS

Adolescente; Adulto; Meia-Idade; Humanos; Masculino; Feminino; Estado Nutricional; Avaliação Nutricional; Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia; Disfunção Ventricular Esquerda/fisiopatologia; Insuficiência Cardíaca/etiologia; Insuficiência Cardíaca/mortalidade; Disfunção Ventricular Esquerda/complicações; Disfunção Ventricular Esquerda/mortalidade; Prognóstico; Doença Crônica; Análise de Sobrevida; Antropometria

LINK PARA O TEXTO COMPLETO

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0066-782X2005000600009

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos