- Aparelho estimula emagrecimento
Esta página já teve 133.168.655 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.656 acessos diários
home | entre em contato
 

Obesidade:Adulto/Infantil/Bariátrica

Aparelho estimula emagrecimento

01/02/2011


Associado a dieta, uso do produto obteve até 20% de redução de peso em pacientes, num período de seis semanas

Um aparelho utilizado para impedir a abertura da boca em casos de cirurgias de correção da mandíbula ou de recuperação de fraturas faciais foi adaptado para o tratamento de pessoas obesas. A solução foi idealizada no Hospital de Clínicas do campus de Botucatu, onde o aparelho, associado a uma dieta de líquidos, obteve uma média de 7% de redução de peso entre os participantes de uma pesquisa, num prazo de um mês e meio.

Conhecido como fixador intermandibular, o produto é formado por brakets (fios metálicos que se prendem aos dentes) e elásticos. Por meio de seu uso, 17 mulheres e cinco homens, com idade entre 16 a 53 anos, conseguiram emagrecer até 20%, em 42 dias. “Isto significa que, se os fixadores forem utilizados durante um ano, a pessoa poderá perder perto de 30% do peso, um resultado semelhante aos alcançados pela cirurgia de redução de estômago, porém sem os riscos dessa opção”, argumenta o autor da idéia, Fausto Viterbo, professor do Departamento de Cirurgia e Ortopedia da Faculdade de Medicina (FM).

Viterbo pensou nessa solução após analisar os depoimentos das pessoas que se submetiam à cirurgia ortognática. Elas geralmente lhe diziam ter emagrecido, por causa da dieta líquida que precisavam ingerir, pela impossibilidade de abrir a boca. “Decidi, então, aplicar o mesmo procedimento em pacientes com obesidade mórbida”, afirma.

Segundo Augusto Mazzoni, coordenador do Serviço Odontológico do HC, que aplicou o aparelho nos pacientes, a peça deve ser retirada semanalmente durante o tratamento, para limpeza e aplicação de flúor. “Na primeira semana, há um certo desconforto, devido à dificuldade para falar, mas isso se dissipa depois desse período”, observa o cirurgião-dentista. “Em alguns casos, esse procedimento quebra a compulsão que a pessoa tem de comer.” O custo da novidade fica em torno de R$ 1.300,00.

Reeducação alimentar

Responsável pela dieta líquida criada para o grupo avaliado, a endocrinologista Célia Nogueira considerou excelentes os resultados obtidos, não apenas pela redução de peso, mas também pela melhora do estado clínico dos participantes. “No final das seis semanas, todos os pacientes normalizaram os chamados índices de co-morbidade, como pressão sanguínea, diabetes, colesterol e triglicérides”, afirma. A médica acredita que o procedimento pode substituir a aplicação do balão intragástrico, geralmente utilizado antes da cirurgia para diminuição do estômago, que necessita internação hospitalar e envolve custos bem maiores.

Célia ressalva que a aplicação do fixador, associada a uma dieta à base de sopas com 1.200 calorias, leite e sucos de frutas, não é suficiente para vencer definitivamente a luta contra a balança, se as pessoas não mudarem os hábitos alimentares. “Durante o acompanhamento semanal, procuramos passar para os pacientes conceitos de reeducação alimentar, a fim de que eles não voltem a engordar”, adverte.

Um exemplo desse risco de retomada do peso é o auxiliar de enfermagem Fernando Vieira, que perdeu 30 kg, depois de usar o aparelho e ser submetido à dieta em duas oportunidades. Logo em seguida, porém, ele voltou a comer e engordou novamente. “Pesava 150 kg no começo e baixei para 120 kg, no final do tratamento”, afirma. Mais recentemente, Vieira se submeteu à cirurgia de redução de estômago e após oito meses emagreceu 45 kg.

Outra participante do estudo, a professora Janete Aparecida Fernandes aprovou a experiência. Inicialmente com 137 kg, Janete perdeu 14 kg depois de seis semanas. “No começo, senti dificuldade ao falar durante as aulas, mas logo me acostumei”, opina a docente, que se prepara para fazer a cirurgia de redução de estômago. “Para quem quiser emagrecer o método é bom, mas considero importante a reeducação alimentar.”

Julio Zanella

 

Fonte:

http://www.unesp.br/aci/jornal/203/emagrecimento.php

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos