-
Esta página já teve 132.540.178 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.700 acessos diários
home | entre em contato
 

Câncer/Oncologia/Tumor

Câncer renal: Astellas vai comercializar novo fármaco na Europa

02/03/2011


A Astellas e a Aveo Pharmaceuticals vão comercializar o fármaco investigacional da Aveo para o cancro do rim tivozanib, na Europa e nos EUA, avança o site Inpharm.

A Aveo vai receber 125 milhões dólares iniciais da Astellas, mais 1,3 mil milhões de dólares em pagamentos consoante os objectivos atingidos.

Os lucros globais serão divididos 50-50 entre as duas empresas, com a Aveo a liderar a actividade na América do Norte, a partir da sua sede em Massachusetts, e a Astellas, sedeada em Tóquio, responsável na União Europeia.

Além disso, a Astellas assumirá total responsabilidade por todos os custos de desenvolvimento e comercialização, e vai pagar royalties de dois dígitos à Aveo sobre estas vendas.

O tivozanib foi desenvolvido para bloquear a via VEGF, inibindo os três receptores do VEGF, que desempenham um papel importante na formação de novos vasos sanguíneos, processo essencial para o crescimento das células cancerosas.

Ensaio de fase III

O ensaio de fase III TIVO-1 está actualmente a comparar o tivozanib ao Nexavar®, da Bayer, um tratamento padrão para o carcinoma de células renais avançado.

O principal objectivo do estudo é o de comparar a sobrevivência livre de progressão dos pacientes, com dados de topo que deverão ser revelados em meados deste ano.

"Este acordo permite-nos construir a nossa infra-estrutura comercial norte-americana, não só para lançar o tivozanib, mas também para apoiar os produtos futuros, decorrentes da nossa pipeline oncológica em crescimento", disse o presidente da Aveo Tuan Ha-Ngoc.

Outras indicações

As empresas acreditam que este novo acordo vai acelerar o desenvolvimento do tivozanib em outras indicações de cancro, nas quais o fármaco tem sido apenas avaliado em combinação com vários agentes, na fase 1b dos ensaios para o cancro colo-rectal e o cancro da mama metastático.

"Acreditamos que o tivozanib tem um potencial significativo em vários tipos de cancro além do CCR, e estamos ansiosos para trabalhar em conjunto, de forma a maximizar as oportunidades de mercado para o tivozanib", afirmou Masafumi Nogimori, presidente da Astellas.

Dois inibidores da angiogénese, o fármaco dominante Sutent®, da Pfizer, e o competidor Votrient®, da GlaxoSmithKline, lideram a actividade no mercado do CCR.

Mas os analistas prevêem que o tivozanib – em conjunto com o axitinibe da Pfizer – possam ter um impacto importante neste mercado. O relatório Pharmacor 2010 indica que estes dois medicamentos seriam responsáveis por quase um terço das vendas no carcinoma de células renais em 2019.

Cerca de 200.000 pessoas no mundo inteiro foram diagnosticados com carcinoma de células renais (CCR) no ano passado, e mais de metade provavelmente morrerão da doença.

 

Fonte:

 

http://www.rcmpharma.com/news/12158/15/Cancro-renal-Astellas-vai-comercializar-novo-farmaco-na-Europa.html

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos