Geriatria/Gerontologia/Idoso - Arteriosclerose
Esta página já teve 133.162.731 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.660 acessos diários
home | entre em contato
 

Geriatria/Gerontologia/Idoso

Arteriosclerose

31/03/2011
 

DESCRIÇÃO: A arteriosclerose, termo genérico para espessamento e endurecimento da parede arterial, é a principal causa de morte no mundo ocidental.


CAUSA: Estudos epidemiológicos mostraram que a arteriosclerose incide com maior frequência e intensidade em indivíduos que têm algumas características, que foram denominadas "fatores de risco": idade - predominante na faixa de 50 a 70 anos; sexo - predominante no sexo masculino, pois as mulheres são "protegidas" desviando suas gorduras sanguíneas para a produção de estrogênio (após a menopausa a "proteção" desaparece); hiperlipidemia - indivíduos que têm altos níveis de gorduras circulantes no sangue, sendo o colesterol a principal delas, depositam este excesso nas artérias obstruindo-as progressivamente; tabagismo - os indivíduos que fumam têm um risco nove vezes maior de desenvolver a arteriosclerose que a população não fumante; hipertensão - hipertensão arterial provoca alterações na superfície interna das artérias, facilitando a penetração das gorduras na parede arterial; sedentarismo - A atividade física reduz os níveis de colesterol e favorece a circulação; história familiar - Assim como a idade e o sexo, não podemos mudar nossa herança genética, e este é um fator também importante, não devendo ser negligenciado.


PREVENÇÃO: Dieta alimentar equilibrada, não fumando e praticando regularmente exercícios físicos.


SINTOMAS: Um sintoma comum é angina - dor ou desconforto no peito que ocorre quando o músculo cardíaco não obtém sangue risco em oxigênio suficiente. Angina pode ser sentina como pressão ou dor como apertando o peito. A pessoa também pode sentir dor nos ombros, braços, pescoço, mandíbula ou costas. Essa dor tende a piorar com atividade e ir embora quando a pessoa descansa. Estresse emocional também pode engatilhar a dor. Outros sintomas de doença das artérias coronarianas são falta de fôlego e arritmias (batimentos cardíacos irregulares).


TRATAMENTO: O tratamento para arteriosclerose pode incluir mudanças no estilo de vida, medicamentos, e cirurgia ou procedimentos médicos.


LINKS PARA PESQUISA (Artigo):


Perfil de risco cardíaco no diabetes mellitus e na glicemia de jejum alterada - http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102004000400008&lng=en&nrm=iso


VÍDEOS: Infarto do Coração por Arteriosclerose - http://www.youtube.com/watch?v=cW84Bbn6spo


Fonte:
 
 
 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos