- O peixe em sua mesa
Esta página já teve 134.680.268 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.667 acessos diários
home | entre em contato
 

Nutrologia/Alimentos/Nutrição

O peixe em sua mesa

21/11/2011

Ele é rico em proteínas e tem menos gorduras do que a carne vermelha. De quebra, é fonte de vitamina A e Ômega 3, que ajudam a manter a pele saudável e a controlar o colesterol. Com todos esses benefícios, o pescado está cada vez mais presente na mesa do brasileiro. Entre 2003 e 2009, o consumo de peixes, crustáceos e moluscos cresceu 39,8% no país, atingindo média anual de nove quilos por habitante.

No entanto, o número ainda está aquém dos 12 quilos recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Acredito que, em cinco anos, atingiremos essa meta”, destaca o ministro da Pesca e Aquicultura, Altemir Gregolin, em comunicado. No Japão, país que mais consome pescado no mundo, a ingestão anual é de 60 quilos por pessoa.

Para o coordenador geral de comercialização do ministério, Abraão Oliveira Neto, um dos fatores que devem ampliar o consumo é o preço do produto. “Como não há oscilação na relação entre produção e oferta, o valor do pescado também não varia”, destaca. Para ele, somente em uma época do ano – na Semana Santa - o bolso é mais afetado na hora de comprar um bom peixe, como o bacalhau.

Cerca de 30% do pescado consumido no Brasil vêm de águas internacionais. Dentre as espécies mais desejadas estão o salmão proveniente do Chile e a merluza, importada de Argentina e Uruguai. Segundo Oliveira Neto, o país adotou medidas para diminuir a importação de peixe – algo que encarece o preço pago pelo consumidor -, investindo na produção de similares.

“Existe o bijupirá, criado nos litorais de Pernambuco e São Paulo. Ele se destaca pelo sabor e concorre com o salmão. Já o pirarucu [apelidado bacalhau brasileiro] é cada vez mais elogiado pelos chefs de cozinha”, complementa.

A campeã de vendas no Brasil é a sardinha. No ano passado, foram consumidas 120 mil toneladas desse pescado. Além de saboroso, não pesa no bolso. E ainda traz benefícios à saúde. “Por ser de água fria, como o salmão, atum e arenque, a sardinha é grande fonte de Ômega 3”, afirma Elaine Martins Bento Mosquera, presidente da Associação Paulista de Nutrição (APAN).

 

Fonte:

http://www.apanutri.com.br/2008/asp/artigos.asp?id=51

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos