Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O. -
Esta página já teve 132.524.113 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.702 acessos diários
home | entre em contato
 

Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O.

Estado nutricional e evolução de cirurgias ortopédicas de urgência em idosos

10/01/2012

Acta Ortopédica Brasileira

Resumo

AGUIAR, Fernanda de Jesus; NEMER, Danielle Saad  e  LEME, Luiz Eugênio Garcez. Estado nutricional e evolução de cirurgias ortopédicas de urgência em idosos. Acta ortop. bras. [online]. 2011, vol.19, n.5, pp. 293-298. ISSN 1413-7852.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-78522011000500006.

OBJETIVO: Foram avaliados pacientes de ambos os sexos, de idade superior a 60 anos de idade admitidos no Instituto de Ortopedia e Traumatologia Godoy Moreira do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para submeter-se a artroplastias de quadril em caráter emergencial (fratura de quadril). MÉTODOS: A avaliação nutricional incorporou dados sobre peso atual e referido de seis meses antes da condição atual, o índice de risco nutricional e exames complementares. Para as variáveis categóricas foram elaboradas tabelas contingência, analisadas através de teste de qui quadrado. Quando possível foi utilizado o teste t de Student para amostras não pareadas e para os casos em que a normalidade não foi observada foi utilizada análise não paramétrica (Mann Whiney). Foram analisadas, como co-variáveis as condições de: mortalidade, infecções, re-internações e complicações (soma das três anteriores). Foram analisados trinta e oito pacientes maiores de 60 anos, sendo 15 homens e 23 mulheres, com média de idade de 79,21 (DP 9,12), variando de 60 a 94 (mediana de 81 anos). RESULTADOS: Não foram encontradas associações entre idade, peso, NRI, hemoglobina, albumina, IDL e handgrip e as co-variáveis estudadas. Observou-se forte relação do número de doenças prévias com mortalidade (p=0,0012), infecção (p=0,002) e complicações (p=0,0305), mas não com re-internação (p=0,640), Também foi encontrada relação entre o tempo de internação e infecção durante a internação (p=0,0016). CONCLUSÕES: Pudemos observar que parâmetros referentes a número de doenças, tempo de internação e funcionalidade medida através das atividades básicas da vida diária tiveram poder de prever complicações como a mortalidade, re-internações e mesmo infecções, podem ser úteis na avaliação pré-operatória de idosos de alta fragilidade com quadro de fraturas de quadril. Nivel de Evidência II, estudo prognóstico.

Palavras-chave : Idosos; Fratura de quadril; Nutrição.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos