Ginecologia/Mulher -
Esta página já teve 132.444.993 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.705 acessos diários
home | entre em contato
 

Ginecologia/Mulher

Novas pílulas contraceptivas aumentam risco de coágulos sanguíneos

30/07/2012


Algumas pílulas contraceptivas – como a Yaz®, do laboratório alemão Bayer – parecem aumentar o risco de coágulos sanguíneos em maior proporção do que os contraceptivos orais mais antigos, concluiu um estudo da FDA (a entidade que regula os medicamentos nos EUA), a agência norte-americana de medicamentos, publicado esta sexta-feira, avança a tvi24.

 

A agência analisou os testes realizados em mais 800 mil mulheres que utilizaram diferentes meios de contracepção entre 2001 e 2007, noticia a AFP, citada pela Lusa.

 

Nas conclusões preliminares, a FDA estima que as pílulas contraceptivas contenham drospirenona, um tipo de progesterona sintética de nova geração semelhante à hormona natural, que apresenta um risco de formação de coágulos sanguíneos superior em 1,5 vezes comparativamente às pílulas usadas antigamente.

 

As pílulas Yaz® e Yasmin®, do laboratório alemão Bayer, que são das mais vendidas, contêm drospirenona combinada com etinilestradiol, uma substância muito comum nos contraceptivos orais.

 

A FDA constatou também um risco acrescido de coágulo sanguíneo com a utilização do adesivo contraceptivo Ortho Evra®, de uso semanal, da Johnson & Johnson, e do anel vaginal contraceptivo NuvaRing®, da MSD, de uso mensal.

 

http://www.rcmpharma.com/actualidade/medicamentos/28-10-11/novas-pilulas-contraceptivas-aumentam-risco-de-coagulos-sanguineos

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos