Meio Ambiente/Ecologia -
Esta página já teve 132.481.992 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.703 acessos diários
home | entre em contato
 

Meio Ambiente/Ecologia

Cientistas identificam material que reduz poluição de veículos a diesel

20/08/2012
 
imagem transparente

Mulita sintética reduz até 45% mais poluentes do que metal em catalisador.
Mineral pode ser produzido a partir do topázio.
 

Engenheiros da Universidade do Texas, nos EUA, afirmam ter identificado um material capaz de reduzir a poluição produzida por automóveis movidos a diesel.

O elemento, um tipo de mineral chamado mulita, pode substituir a platina, metal caro usado em motores a diesel para controlar a quantidade de poluição lançada no ar.

O estudo foi publicado na revista "Science" desta sexta-feira (17). Segundo os pesquisadores, uma versão sintética da mulita reduz até 45% mais poluição do que a platina usada em catalisadores de veículos.

Um dos responsáveis pela pesquisa, professor Kyeongjae Cho, da Universidade do Texas, enfatizou a facilidade de produção da mulita, em entrevista ao site da instituição. O mineral é raramente encontrado na natureza e pode ser produzido a partir do topázio.

"Muitos métodos de controlar a poluição de carros ou de usar energias renováveis requerem metais raros ou preciosos", disse Cho. "Nosso objetivo é acabar com a necessidade de usar estes metais e substitui-los com minerais e óxidos que possam ser encontrados ou obtidos facilmente."

O material "alternativo" vai ser comercializado com o nome de Noxicat, afirma o professor. Ele e sua equipe esperam identifcar outros usos da mulita, como para a criação de baterias.



Fonte: G1 Notícias

http://www.portaldoconsumidor.gov.br/noticia.asp?busca=sim&id=21995

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos