-
Esta página já teve 133.091.135 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.665 acessos diários
home | entre em contato
 

Obesidade:Adulto/Infantil/Bariátrica

Incidência da deficiência de vitamina B12 em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica pela técnica Fobi-Capella (Y-de-Roux)

03/10/2012

ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Resumo

CARVALHO, Iara Ribeiro et al. Incidência da deficiência de vitamina B12 em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica pela técnica Fobi-Capella (Y-de-Roux). ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2012, vol.25, n.1, pp. 36-40. ISSN 0102-6720.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-67202012000100009.

RACIONAL: Os pacientes submetidos à cirurgia bariátrica podem desenvolver, ao longo do tempo, algumas complicações e a anemia é quadro importante decorrente da ressecção gástrica, levando à deficiência de ferro, ácido fólico ou vitamina B. OBJETIVO: Verificar a incidência da deficiência de vitamina B12 e comparar dados antropométricos e bioquímicos do pré e pós-operatório (seis meses), em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica Fobi-Capella (Y de Roux). MÉTODOS: Análise retrospectiva e descritiva de 91 prontuários de pacientes submetidos à operação. Foram coletadas informações pessoais, data do procedimento e valores do pré e pós-operatório (seis meses), redução de peso, co-morbidades, colesterol, triglicérides, glicemia, vitamina B12, hemoglobina e hematócrito. Para análise estatística foi utilizado nível de significância de 5% (p< 0,05). RESULTADOS: Verificou-se que houve redução de peso de 25,0% em relação ao valor pré-operatório e a média do IMC foi de 41,2±4,89 Kg/m2 para 30,7±3,98 Kg/m2. As co-morbidades mais encontradas foram dispnéia (93,4%), doenças da coluna (61,5%), doença do refluxo gastroesofágico (57,1%) e apnéia do sono (42,9%). Em relação aos exames bioquímicos de colesterol, triglicérides e glicemia, verificou-se efeito positivo, alterando de 240,2±36,1 para 162,5±19,1, 215,7±78,1 para 101,0±21,3 e 178,7±55,0 para 96,8±15,3 (mg/dL), respectivamente. Quanto à vitamina B12, hemoglobina e hematócrito, não se encontrou nível de significância estatística em relação à deficiência do pré para o pós-operatório, entretanto, pôde-se observar diminuição dos níveis de vitamina B12 em 43 pacientes (47,2%). CONCLUSÃO: A deficiência de vitamina B12 após seis meses do pós-operatório não pôde ser observada, o que pode ser atribuído ao uso de suplementação ou pouco tempo de seguimento.

Palavras-chave : Obesidade mórbida; Cirurgia bariátrica; Deficiências nutricionais; Deficiência de vitamina B12.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos