- Caminhar para a Escola Estimula sua Mente
Esta página já teve 133.106.890 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.663 acessos diários
home | entre em contato
 

Pediatria/Criança

Caminhar para a Escola Estimula sua Mente

01/08/2013
 

walking-student-to-school-SSEmbora possa ser difícil para a nova geração julgar a respeito, talvez avós e avôs realmente se beneficiaram intelectualmente por terem tido que caminhar até a escola.

Um novo estudo da Universidade de Granada sugere que caminhar para a escola melhora o desempenho cognitivo – com uma caminhada mais longa (maior que 15 minutos), concedendo benefícios ainda maiores.

Estas são algumas das conclusões de um estudo publicado no Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine.

Os resultados vêm de descobertas do estudo nacional AVENA (Alimentos e Avaliação do Estado Nutricional de Adolescentes Espanhóis). A investigação é o primeiro estudo internacional que associa o modo de deslocamento para a escola e o desempenho cognitivo.

Os autores analisaram um exemplo de 1.700 meninos e meninas com idades entre 13 e 18 anos (808 meninos e 892 meninas) em cinco cidades espanholas (Granada, Madrid, Murcia, Santander e Zaragoza).

Eles estudaram as variáveis ​​do modo de deslocamento para a escola, o desempenho cognitivo, antropométricos – como o índice de massa corporal e percentual de excesso de peso e obesidade – e atividade física extracurricular dos participantes.

Os pesquisadores também coletaram dados sobre o estado sócio-econômico de suas famílias com o nível da mãe de realização educacional (ensino primário, secundário ou universitário) e o tipo de escola (financiada pelo Estado ou privada) que os participantes compareceram.

Informações sobre o modo de deslocamento para a escola veio de uma questão aos participantes sobre como eles geralmente iam para a escola e dando as seguintes opções de resposta: a pé, de bicicleta, de carro, ônibus ou metrô, motocicleta e outros. Eles também foram questionados sobre quanto tempo a viagem para a escola levou.

A performance cognitiva foi medida através da aplicação da versão espanhola de um teste de capacidade educacional.

Os participantes do estudo concluíram este teste padronizado que mede a inteligência e habilidade básica do indivíduo para a aprendizagem. O teste avalia o domínio da linguagem, velocidade na execução de operações matemáticas e raciocínio.

Especialistas estão cientes de que, na adolescência, a plasticidade do cérebro é maior. Os pesquisadores acreditam que o estudo afirma que nesta época da vida proporciona uma oportunidade de intervenções para estimular a função cognitiva.

No entanto, paradoxalmente, a adolescência é o momento de vida que vê o maior declínio na atividade física, e esta é maior em meninas. Como tal, os investigadores acreditam que “os adolescentes inativos poderiam estar perdendo um estímulo muito importante para melhorar a sua aprendizagem e desempenho cognitivo.”

“Deslocar-se para a escola a pé é um hábito diário saudável, o que contribui para manter o adolescente ativo durante o resto do dia e para incentiva-los a participar de atividades físicas e esportes.

“Isso aumenta o gasto de energia e, apesar de tudo, leva a um melhor estado de saúde”, disse Palma Chillon, pesquisadora do Departamento de Educação Física e Esporte da Universidade de Granada, e David Martínez-Gómez, da Universidade Autônoma de Madrid.

 

Texto de RICKY NAUERT PHD Editor Sênior de Notícias

Revisado por ohn M. Grohol, Psy.D. em 25 de Julho de 2013

Fonte: PsychCentral

 

http://noticias.psicologado.com/saude/caminhar-para-a-escola-estimula-sua-mente

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos