Oftalmologia/Olhos -
Esta página já teve 132.485.149 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.704 acessos diários
home | entre em contato
 

Oftalmologia/Olhos

Neuropatia óptica auto-imune

16/04/2014

Arquivos Brasileiros de Oftalmologia

Arq. Bras. Oftalmol. vol.69 no.4 São Paulo July/Aug. 2006

http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492006000400026 

RELATOS DE CASOS

 

Neuropatia óptica auto-imune: relato de caso

 

Autoimmune optic neuropathy: case report

 

 

Laura Martins C. Duprat CardosoI; Leandro Cabral ZachariasII; Mário Luiz Ribeiro MonteiroIII

IEstagiário do Setor de Motilidade Ocular Extrínseca da Clínica Oftalmológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP - São Paulo (SP) - Brasil
IIMédico da Clínica Oftalmológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP - São Paulo (SP) - Brasil
IIIProfessor Livre Docente da Clínica Oftalmológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP - São Paulo (SP) - Brasil

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

Descrevemos uma paciente de 9 anos, sexo feminino, com perda visual bilateral grave tratada com corticóide por via oral apresentando melhora em apenas um olho. Nove anos depois apresentou recidiva que inicialmente respondeu à pulsoterapia corticóide mas foi seguida de perda progressiva e completa da visão após a redução do tratamento. Novas tentativas terapêuticas não melhoraram a visão. Avaliação clínico-laboratorial não revelou doença sistêmica, mas apresentava anticorpos antinucleares (1/640), anti-Ro e anti-La positivos. Neuropatia óptica auto-imune é uma afecção rara, que simula neurite óptica idiopática e se caracteriza por perda visual aguda, sem doença sistêmica, mas com evidências laboratoriais de doença auto-imune, em especial o FAN positivo. Biópsia de pele freqüentemente mostra evidências de vasculite. Esta condição deve ser tratada agressivamente, com corticóide e imunossupressores, uma vez que o acometimento visual geralmente é mais grave do que o da neurite óptica idiopática/desmielinizante e pode ser irreversível.

Descritores: Doenças do nervo óptico; Auto-imunidade; Neurite óptica; Doenças do colágeno


ABSTRACT

We report on a 9-year-old female patient who had bilateral severe visual loss and was treated with oral corticosteroids. Visual improvement occurred in one eye. Nine years later she presented relapse of visual loss in her only seeing eye. Pulse corticosteroid therapy resulted in dramatic visual improvement followed, however, by progressive and complete visual loss as soon as the corticosteroid was tapered. Repeat treatment did not result in visual improvement. Clinical and laboratory investigation failed to find a systemic disease but the patient had positive antinuclear (1/640), anti-Ro and anti-La antibodies. Autoimmune optic neuropathy is a rare condition that may mimic an idiopathic optic neuritis and is characterized by acute visual loss, without systemic disease but with laboratory evidence of an autoimmune disorder, usually a positive ANA. A skin biopsy usually shows evidence of vasculitis. This condition should be treated aggressively, with corticosteroids and immunosuppressant, since the visual involvement is usually worse than that of idiopathic/desmyelinating optic neuritis.

Keywords: Optic nerve diseases; Autoimmunity; Optic neuritis; Collagen diseases

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492006000400026

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos